Deodato deve amenizar o “rombo da saúde” em Audiência, na ALEAM

O secretário Francisco Deodato terá de provar o "rombo” de 1,2 bilhão na Saúde do Estado.

O secretário de Saúde, Francisco Deodato, deve diminuir o tom das acusações de suposto rombo na Saúde do Estado, na audiência dessa terça-feira (17) na Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM).

Deodato terá que explicar a situação do setor de saúde do Estado e o tal “rombo” de 1,2 bilhão de reais, largamente denunciado por ele na mídia local.

O presidente da Assembléia, Davi Almeida e os deputados de oposição já avisaram que se Deodato engrossar o “caldo”, será massacrado podendo até mesmo sair de lá desacreditado.

O secretário Francisco Deodato terá de provar o “rombo” de 1,2 bilhão na Saúde do Estado.

Entretanto, fontes palacianas afirmam que Deodato vai com missão de paz, não vai engrossar a voz e pretende dizer que foi tudo mal entendido, que não houve “rombo” e que as planilhas apresentadas por ele tiveram data anterior à do governo David Almeida.

Se Deodato insistir nessa tese, os deputados dizem que irão abrir uma CPI que vai respingar diretamente em um dos maiores aliados de Amazonino: um senador da República, que tem seu nome ligado a escândalos e a operação da Polícia Federal na área da saúde, no Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui