Dificuldade em se concentrar? Confira nove dicas infalíveis para ajudar você nos estudos

Foto: Reprodção/iStock

Estudar nunca é algo fácil, pois exige sacrifício e determinação, porém é bom contar com alguns macetes para melhor aproveitamento

A rotina de estudos, independentemente do objetivo do estudante, tende a ser exaustiva e desgastante. Seja qual for a meta, a concentração é a principal arma que se tem para absorver os conteúdos, mesmo que mantê-la, muitas vezes, possa parecer impossível.

Só para termos ideia do quanto custa para retomar a concentração, segundo uma matéria publicada pelo Wall Street Journal, após ser perdida, leva em média 23 minutos para recuperá-la novamente.

Perder a concentração é algo comum, mas existem formas de diminuir isso e fazer com que ela dure ao menos tempo suficiente para que se consiga ter uma boa absorção do conteúdo abordado.

Pensando nisso, separamos nesta matéria nove dicas essenciais para que você consiga ao máximo evitar perder o foco e ainda buscar manter uma rotina saudável de estudos ao longo de sua jornada. Vamos nessa?

Trace objetivos

Apesar de parecer clichê, isso é extremamente essencial para estabelecer um foco e manter uma motivação contínua, evitando que sua atenção se disperse desnecessariamente ao longo de sua rotina.

Seja para vestibular, concursos abertos, ou até mesmo para quem já ingressou em uma faculdade, ou procura melhorar suas notas na escola, esse é o primeiro passo para se conseguir alcançar o objetivo que te colocou nesta posição.

Estabeleça metas diárias…

Certo, você pode falar assim: “mas definir um objetivo está tão longe e é tão incerto!”. E você não deixa de estar completamente errado. Justamente por encontrar essa refutação dentro do que era para ser um argumento motivacional que é interessante definir metas menores a serem atingidas.

Com isso, além de você estar progredindo no seu ritmo, é possível organizar melhor a sua rotina de estudos, de forma que ela não fique cansativa nem desproporcional para sua vida além dos livros.

… E recompensas por essas metas diárias

Conforme as metas forem sendo atingidas, procure se presentear como uma forma de autoincentivo, para que seu cérebro compreenda que está fazendo isso por um motivo. Seja com uma ida ao cinema, ou uma hora jogando videogame, depende do gosto de cada um.

Obviamente que é preciso ter uma disciplina para não extrapolar muito em suas recompensas e elas atrapalharem o seu desempenho diário. Vale frisar também que o ideal é fazer metas que possam ser alcançadas, evitando frustrações desnecessárias, o que nos leva à nossa próxima dica.

Cuide da sua saúde mental e física

Colocar os estudos na frente da sua própria saúde é a receita perfeita para o desastre. Além de prejudicar a concentração, pode trazer problemas bem mais graves e complicados de se resolver do que ir mal em uma prova.

Uma boa noite de sono, ter um tempo para exercícios físicos e uma alimentação balanceada, além de ajudar a espairecer e relaxar, ainda ajudam a manter o seu organismo em equilíbrio, fazendo com que ele trabalhe a seu favor.

Fazer pequenas pausas ao dia

As pausas são essenciais para uma rotina de estudos, justamente como um tempo curto para poder descansar, e depois voltar para o conteúdo com outros olhos, o que pode até mesmo ajudar em uma absorção mais fácil do conteúdo.

Existe uma técnica pautada nisso, chamada de método Pomodoro, que consiste em ciclos de foco total de 25 minutos, com cinco minutos de pausa entre eles para relaxar e retomar as energias. Após estes quatro ciclos, o intervalo fica maior entre os descansos, para até meia hora e 15 minutos de pausa.

Escolha bem o ambiente de estudos

Apesar de o ambiente ser um fator primordial na motivação para os estudos, nem sempre conseguimos um lugar assim. Mas, nestes casos, escolher um cômodo mais tranquilo, bem iluminado e sem muitas interferências ajuda bastante.

O ideal também é ter cadeiras e mesas confortáveis, pois você terá longas horas de estudo neste local, e ninguém merece ter de ficar em um local onde você fique todo dolorido depois, o que acaba infringindo nossa terceira dica.

Revisão é importante

Revisar conteúdos antigos é uma boa forma de lembrar todo o caminho percorrido até aqui e também colocar à prova se você realmente aprendeu aquilo que julga ter absorvido com sua rotina de estudos.

O ideal é fazer isso ao menos uma vez por semana, justamente como uma forma de relembrar os temas que já foram abordados anteriormente, ajudando a fixar o conteúdo na memória para a hora da prova.

Afaste as distrações

Um dos grandes inimigos da concentração são os focos de distração. Desligar a televisão e manter o celular afastado ajuda bastante, mas, no computador, é importante evitar abas que não estejam relacionadas com as matérias.

Para que isso aconteça, é necessário ter mais força de vontade do que foco em si; por isso, nesses momentos, sempre lembre das três primeiras dicas (a primeira, principalmente), para te ajudar a ficar longe destes perigos.

Tome cuidado com grupos de estudos

Deixamos esta dica por último, porque geralmente ela não se enquadra para todos os casos. Mas os grupos de estudos são uma ótima forma de medir o seu progresso individual e ainda tirar aquela dúvida que você não conseguiu solucionar sozinho.

É essencial manter o foco, justamente para evitar que as conversas sobre os estudos acabem levando para temas irrelevantes para a compreensão do material em si, e, com isso, acabe sendo um tempo perdido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui