Embaixadora das Filipinas é obrigada a deixar o Brasil após agredir empregada

Embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro - Foto: Reprodução

A embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro, foi convocada de volta ao país asiático após ter sido flagrada agredindo uma empregada doméstica na residência diplomática, em Brasília, no Distrito Federal. A informação foi compartilhada no Twitter na madrugada desta segunda-feira pelo secretário de Relações Exteriores do país, Teodoro Locsin Jr.

“A embaixadora das Filipinas no Brasil foi chamada de volta imediatamente para explicar os maus-tratos contra sua funcionária”, disse Locsin.

Ainda não há confirmação se a embaixadora já saiu do Brasil, ou quando o fará. O secretário não deixou claro também se ela vai perder o cargo ou se será substituída temporariamente. Marichu é diplomata de carreira e foi nomeada embaixadora no Brasil em 2018. Desde 1995, já atuou em países como Bahrein, Bélgica, Israel e Itália.

As imagens das agressões foram reveladas no domingo (25) pelo “Fantástico”, da TV Globo, e usadas como prova em denúncia contra a diplomata firmada no fim de agosto.

Em nota, o Departamento de Relações Exteriores (DFA, na sigla em inglês) informou que a doméstica, de 51 anos, deixou a capital brasileira no dia 21 de outubro e está de volta às Filipinas.

“O DFA está entrando em contato com ela para garantir seu bem-estar e cooperação na investigação. O DFA garante ao público que conduzirá uma investigação rigorosa”, ressaltou.

Ministério Público investiga

O Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal e Tocantins (MPTDFTO) abriu investigação para apurar o caso. O órgão informou que “segundo a procuradora Carolina Mercante, pelos vídeos encaminhados, é possível detectar agressões físicas, que configuram trabalho degradante”.

Procurada, a Embaixada das Filipinas no Brasil informou em nota apenas que “a embaixadora não deseja comentar o assunto”.

Fonte: EXTRA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui