Eron Bezerra é o culpado por Sinésio Campos ter sido chamado de ditador

Deputado Sinésio Campos e Eron Bezerra: "não sou ditador" - foto: recorte

O presidente do Diretório Estadual do PT Amazonas, Sinésio Campos, telefonou para o presidente municipal do PT Manaus, Valdemir Santana, para dizer que o culpado por sua escolha para a presidência da Federação (PT, PCdoB e PV) foi o esposo da ex-deputada federal, Vanessa Grazziotin, Eron Bezerra (ambos do PCdoB).

No caso, o ditador seria Eron Bezerra, que teria interesse no 2º mandato de presidente da Federação, coincidindo com as eleições municipais de 2024. Mas a manobra já foi descoberta e a decisão feita às escondidas, deve ser anulada. “A decisão será colegiada. Como tudo que é decidido no PT”, avisou Valdemir Santana.

Nomeação

Inocentemente, Sinésio foi “nomeado” o 1º presidente da Federação, para embolar um plano de negociação de apoio a um dos candidatos ao governo do Amazonas.

A escolha feita sem a presença e o conhecimento de quase 95% dos dirigentes municipais e estaduais do PT, no Estado, está com o futuro incerto.

Ou seja, deu capim na palheta do barco de Eron Bezerra. Mais ainda, vazou água na canoa de quem acreditou que a manobra daria certo.

Quem deve coordenar as próximas ações do PT-Amazonas e da Federação, para definir número de vagas, apoio e qual o caminho a tomar, é o pré-candidato a deputado estadual, Valdemir Santana, em sintonia com o deputado estadual, Sinésio Campos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui