Fenafisco contesta Bolsonaro e diz que ele não pode punir governadores

Foto: Reprodução

Após o presidente Jair Bolsonaro, em suas redes sociais, acusar os governadores de serem os culpados pela alta no preço dos combustíveis, a Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), comentou que o chefe do Executivo falta com a verdade.

Conforme a entidade, a disparada do preço dos combustíveis, verificada a partir de 2017, não apenas nada tem a ver com a tributação, como tem tudo a ver com a mudança na política de preços da Petrobras, que passou a vigorar exatamente em 2017 e permanece intocada pelo atual governo, para regozijo dos acionistas da Petrobras, muitos dos quais estrangeiros.

O presidente Jair Bolsonaro, segundo a Fenafisco tem uma estratégia para não se indispor com os acionistas privados da Petrobras, que acumulam ganhos extraordinários com a mudança da política de preços da empresa. Dessa maneira, ele preferiu o caminho fácil do constrangimento e da ameaça aos estados que, em última análise, imporá sacrifícios ainda maiores, não aos governadores, mas à sociedade brasileira, especialmente a parcela mais dependente dos serviços públicos.

A Fenafisco salienta que os governadores e prefeitos devem denunciar com veemência essa fake news e resistirem a esse violento assédio aos cofres públicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui