Festival Folclórico continua com apresentações até o próximo sábado (31/8)

Foto: Michael Dantas/SEC

O 63º Festival Folclórico do Amazonas – Categoria Ouro continua até o próximo sábado (31/08) com apresentações no Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho – Sambódromo (avenida Pedro Teixeira, 2.565, Dom Pedro). Realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), o evento conta também com parque de diversões para as crianças e diversas barracas de comidas típicas. A diversão é garantida para toda família e com acesso gratuito. Confira!

Foto: Michael Dantas/SEC

Nesta quinta-feira (29/08), a programação começa às 19h30 e conta com apresentações de Danças Nordestinas e Nacional, Quadrilhas Tradicional e de Duelo, Cirandas, Tribo e Cacetinho. A Dança Nordestina Cangaceiros de Lampião abre a noite defendendo o tema “Flor do Mandacaru do Sertão – A Resistência do Sertão”, mostrando a importância da espécie para o Nordeste do país.

Segunda atração da noite, a Quadrilha Marupiaras do Amazonas chamará a atenção para a importância do resgate das tradições das quadrilhas brasileiras com o tema “Entre fitas no São João, o destino é manter a tradição”.

Em seguida, a Dança Nacional do Candomblé Afro apresentará “Uma história de força, fé e coragem”, sobre como as religiões africanas chegaram ao Brasil e ao Amazonas.

Com o tema “No arraiá da Juventude tem fogueira, tem baião e muita tradição, tem casamento matuto e viva Santo Antônio, São Pedro e São João”, a Quadrilha Juventude na Roça resgata a festa de casamento que deu origem à então quadrilha caipira.

Foto: Michael Dantas/SEC

Na sequência, a Ciranda Rosas de Ouro com o tema “De volta para minha morada. Tefé, és o meu grande amor”, faz uma exaltação à cultura do município do interior do Amazonas.

A Quadrilha de Duelo Pistoleiros na Roça defenderá a temática “Maria Bonita e Lampião, e os Filhos do Sertão”, unindo sertão, faroeste e muito xaxado. Já a Tribo Maués apresentará o “Ritual da Tucandeira”, contando a origem e raízes da tribo dos Maués, lembrando também do ritual Sari Tarubá.

Dando continuidade às apresentações, a Dança Nordestina Cabras do Capitão Cabeleira abordará a força da mulher ao defender o tema “Em terra de Lampião quem manda é Maria Bonita”. Fechando a noite, o Cacetinho Manaú apresentará “Naiá, Flor Branca da Amazônia”, sobre a lenda da Vitória-Régia.

Foto: Michael Dantas/SEC

As apresentações da Categoria Ouro do 63º Festival Folclórico do Amazonas continuam até o próximo sábado (31/08), com entrada gratuita.

Programação Completa

Quinta-feira (29/8) – Início às 19h30
Cangaceiros de Lampião (Dança Nordestina)
Marupiaras do Amazonas (Quadrilha Tradicional)
Candomblé Afro (Dança Nacional)
Juventude na Roça (Quadrilha Tradicional)
Rosas de Ouro (Ciranda)
Pistoleiros na Roça (Quadrilha de Duelo)
Maués (Tribo)
Cabras do Capitão Cabeleira (Dança Nordestina)
Manaú (Cacetinho)

Sexta-feira (30/8) – Início às 19h30
Brotinhos de Petrópolis (Quadrilha Tradicional)
Cabras do Capitão Silvino (Dança Nordestina)
Força Jovem (Ciranda)
Jaq na Roça (Quadrilha Tradicional)
Tradição da Ciranda (Ciranda)
Cangaceiros do Valle Perdido (Dança Nordestina)
Binha (Ciranda)
Waimiri Atroari (Cacetinho)
Café da Redenção (Dança Nacional)
Baniwa (Cacetinho)

Sábado (31/8) – Início às 19h30
Sonho de Cirandeiro (Ciranda)
Cangaceiros de Aparício (Dança Nordestina)
Brotinhos do Coroado (Ciranda)
Diva na Roça (Quadrilha Tradicional)
Visconde (Ciranda)
Carinhoso (Bumbá Master B)
Brilhante (Bumbá Master B)
Nativa Tribal (Bumbá Master)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui