Frederico, Baliza, Nerita e Cia viajam a Brasília e deixam Novo Airão ao ‘Deus dará’

Irregularidades na gestão e atos, podem comprometer a prefeitura de Frederico Junior – foto: perfil

Por Garcia Neto
O prefeito de Novo Airão Frederico Júnior (MDB) e seu vice José Sales Baliza e comitiva municipal já estão de volta ao Amazonas, depois de terem participado da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Até aí, nada de anormal.

Ocorre que eles foram e voltaram sem a devida autorização da Câmara de Vereadores, como manda o Regimento Interno, deixando o município ‘entregue às baratas e sem dono’ por uma semana inteira.

Por ter se ausentado do Estado sem prévia autorização do Legislativo, Frederico e Baliza correm o risco de perder o mandato, enquanto Nerita Castro, que também se ausentou no mesmo período sem fazer a transmissão de cargo de presidente da Câmara de Vereadores para o vereador mais idoso, corre o risco de ter que enfrentar as barras dos Tribunais.

Nerita, Frederico e Baliza ficam na expectativa de enfrentar sérios problemas com a Justiça, por não cumprirem regras regimentais que disciplinam atos legais na administração pública. É o que diz a Lei e, ela é clara.

O prefeito Frederico Junior e seu vice ficaram ausentes do Estado, no período de 06 a 12 de abril, sem autorização da Câmara de Vereadores – foto: perfil

Entenda o imbróglio

O prefeito até que tentou fazer a coisa certa. Frederico comunicou à Câmara, oficialmente, no dia 04 de abril, que ficaria ausente do Estado no período de 06 a 12 de abril, apontando o destino e a finalidade, conforme determina o art. 66 da Lei Orgânica do Município.

No dia seguinte (05), fez a transmissão de cargo de prefeito Municipal de Novo Airão para o 2ª segundo secretário da Mesa Diretora da Câmara, vereador João Rodrigues da Silva, com todas as atribuições inerentes ao cargo.

A entrega do Ofício foi protocolizada no dia 04, só que a presidente da Câmara Nerita Castro deixou de convocar os vereadores para uma sessão extraordinária no dia seguinte (05), para votar a pauta do deslocamento do prefeito. Frederico não pediu urgência para a tramitação do seu comunicado e viajou mesmo sem a autorização formal da Câmara.

Por sua vez, Nerita, que também acompanhou o prefeito a Brasília na companhia de seu vice Daniel Barros, juntamente com a 1ª secretária da Mesa Rocicleide Andrade e do vereador Marcos Jânio (o Marquinho), terminou por deixar a Casa e a Prefeitura sem comando, cometendo, assim, um ato desidioso, portanto, passível de punição.

Durante toda semana, Legislativo e Executivo cometeram sucessivos erros, entre os quais, prefeito se ausentando do Estado sem autorização da Câmara de Vereadores e a própria Câmara sem ninguém na direção, ficando o município ao ‘Deus dará’.

Oposição

Diante dos fatos, os vereadores oposicionistas Professor Massarico, Berg Branco e Braule Andrade disseram que não perdoam “tamanha negligência com a coisa pública” e prometeram denunciar ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) as negligencias da presidente da Câmara e do prefeito Frederico.

A batata está assando no Município

Os últimos acontecimentos contribuíram para subiu a temperatura nos bastidores da política de Novo Airão, com novas ocorrências e práticas não recomendáveis dentro do Executivo e Legislativo. Depois que o prefeito Frederico Júnior cooptou com os vereadores Daniel Barros, Nerita Castro e Rocicleide Andrade a situação ficou ainda pior. A batata está assando, o caldeirão está fervendo e o caldo pode entornar a qualquer momento.

A opinião popular acha suspeita a parceria política do prefeito com ex-opositores de poucos dias atrás. Isso, na opinião geral, decreta o fim político do tão sonhado “prefeito da esperança por mudança”.

A população está cobrando explicações de Frederico sobre a tal “parceria política”, sobre o excesso de mídia e sobre a política do favorecimento, sob pena de ser taxado de mentiroso.

*Garcia Neto é Professor e Jornalista

1 COMENTÁRIO

  1. Sério que vocês estão dando crédito para o que esse cara escreve?? Garcia Neto não passa de oportunista que no primeiro fora que leva pra mamar um pouco na teta da prefeitura, crítica e inventa frases como citou a “opinião popular” …. Louco louco louco .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui