Governador afirma que Amazonas pode derrotar o novo coronavírus

Governador destaca avanços e pede que as pessoas mantenham o isolamento social - Foto: Maurílio Rodrigues/Secom

O governador Wilson Lima afirmou, nesta segunda-feira (18/05), em vídeo postado nas redes sociais, que o Amazonas está no caminho certo para derrotar o novo coronavírus, mas os esforços para superar a pandemia devem ser mantidos.

Como resultado do trabalho do Governo do Estado para melhorar o atendimento à população e ampliar a oferta de leitos, as unidades de urgência e emergência da capital conseguiram desafogar fluxos, em especial nas Salas Rosas, e qualificar a assistência. As autoridades de saúde também têm registrado uma diminuição no número de sepultamentos.

Para Wilson Lima, no entanto, os indicadores ainda não dão segurança suficiente para um relaxamento das medidas de restrição adotadas pelo governo estadual e prorrogadas até o dia 31 de maio. Um estudo coordenado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam) mostrou que essas medidas foram fundamentais para reduzir a pressão sobre o sistema de saúde.

Para o governador, a população tem papel fundamental no enfrentamento à pandemia e na redução do seu impacto no interior do estado. “Eu falo em nome de técnicos e profissionais da área de saúde, que são unânimes em afirmar que uma nova onda nos obrigaria a medidas mais rígidas. Por favor, se proteja, fique em casa. Use tudo que estiver ao seu alcance para evitar o contágio, proteja a sua família, proteja a vida de quem você mais ama. Nós podemos, sim, derrotar o coronavírus, desde que mantenhamos o esforço e sigamos o que nos diz a área de saúde”, avaliou.

Governador destaca avanços e pede que as pessoas mantenham o isolamento social – Foto: Maurílio Rodrigues/Secom

Melhorias – Um conjunto de medidas implementadas pela Secretaria de Saúde (Susam), como a reorganização de fluxos, contratação de profissionais e atendimento remoto, tem se refletido na situação das unidades de urgência e emergência que recebem casos do novo coronavírus.

Os leitos para Covid-19, na rede estadual, foram ampliados de 639, no início da pandemia, para 1.138, um aumento de 65,7%. Hoje, são 243 leitos de UTI e 816 clínicos, além de 79 de sala vermelha, disponíveis para pacientes com a doença.

Além disso, dados do Sistema de Regulação da Susam mostram aumento do número de remoções inter-hospitalar por meio do Sistema de Transferência de Emergências Reguladas (Sister), reduzindo a fila de espera na capital e no interior.

Ações para o interior – Os municípios do interior também estão adotando medidas de restrição à circulação de pessoas e têm recebido o suporte necessário do Governo do Estado. No último fim de semana, em parceria com o Governo Federal, foram enviados insumos e profissionais de saúde para os municípios de São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga.

Em paralelo, o Governo do Amazonas está reforçando a rede de assistência no interior, com a instalação de Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs) em municípios polo, como Manacapuru, Parintins, Tefé e Coari. Para atender os pacientes mais agravados, foram montados fluxos específicos para remoção via UTI aérea para a capital, onde funcionam as unidades de referência para a Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui