Amazonas Cidades

Tropical Hotel tem energia cortada e pode fechar as portas

Foto: Divulgação
Redação I
Escrito por Redação I

A dívida de R$ 20 milhões com a Amazonas Energia, que obrigou a companhia a cortar o fornecimento de luz, não é o único problema do Tropical Hotel Manaus.

Funcionários com salários atrasados, rescisões trabalhistas pendentes, falta de recursos para modernizar as instalações e realizar manutenções básicas estão incluídos na crise que faz o resort fechar as portas.

Hoje, dos 611 apartamentos disponíveis, nenhum está ocupado. Os hóspedes que tinham reservas tiveram o valor já pago, estornado. E os que foram surpreendidos com o corte de energia foram remanejados para outros hotéis da capital.

Foto: Divulgação

Histórico de problemas

O Tropical Hotel foi inaugurado em 1976 e chegou a ser considerado um dos mais luxuosos hotéis da região norte. Foi à leilão três vezes por conta de dívidas trabalhistas e também de energia elétrica, mas escapou por meio de decisões judiciais.

O edital do segundo leilão, que aconteceria em 6 de dezembro de 2010, trazia a seguinte informação. “Em 28 de março de 1995, a companhia aérea Varig, hoje inoperante, ofereceu o Tropical Hotel Manaus como garantia de um empréstimo, no valor de US$ 100 milhões (R$ 172,8 milhões, em valores de hoje) junto ao banco Brasilian American Merchant Bank, que agiu como credor hipotecário. O controlador da instituição é o Banco do Brasil, que possui as hipotecas do Tropical Hotel. O imóvel também tem ônus com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), não revelado”.

Na época, o imóvel foi avaliado pela Justiça do Amazonas em R$ 186,8 milhões.

Fonte: CBN

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.