Esportes

Lutadoras brasileiras apoiam Cyborg, e “gringas” veem equilíbrio com Amanda

Foto: Divulgação
Redação I
Escrito por Redação I

O UFC 232 deste sábado traz em sua segunda luta mais destacada um combate tido por muitos como o maior da história do MMA feminino. A campeã peso-pena do Ultimate, Cris Cyborg, defende seu cinturão contra sua compatriota e campeã peso-galo da organização, Amanda Nunes, no primeiro duelo entre duas campeãs reinantes na história do UFC.

Neste momento de grande importância para as mulheres no esporte, o Combate.com consultou quem ajudou a construir esta história dentro do octógono, as lutadoras, para analisarem como o esperado duelo pode se desenrolar. Nesta pesquisa, uma tendência interessante surgiu: enquanto a maioria das lutadoras brasileiras demonstrou apoio fiel a Cyborg, ícone pioneira do MMA entre mulheres, muitas atletas estrangeiras, ou “gringas”, veem a “Leoa” com chances reais de desbancar a temida campeã dos penas.

Confira abaixo:

Valentina Shevchenko

– Acho que Cris Cyborg vai vencer. Já a vi treinando e treinei com ela. Ela é mais forte, tem mais qualidade e tem uma característica muito importante: muita resistência. Cyborg nunca está cansada. E sempre coloca pressão nas adversárias.

– Geralmente, todas as lutas femininas no MMA são importantes. Quem acompanha o MMA feminino sabe como as mulheres lutam. Se vemos cada vez mais lutas entre mulheres, isso é importante para todas nós.

Nina Ansaroff

– Eu acho que ela (Amanda) vai surpreender todo mundo, vai chocar o mundo de novo. Todo mundo a está subestimando, mas ela já fez isso antes. Não tem nada de novo nisso. Já passamos por isso. Acho que a Amanda vai nocautear e todo mundo vai parar de falar… Finalmente. É o que eu espero. Se eles não pararem, que continuem falando, deem-nos um desafio ainda maior. Quando a Amanda vencer a Cyborg, ela vai se tornar a maior lutadora de todos os tempos.

Cláudia Gadelha

– Essa luta é uma luta muito importante para o MMA feminino do Brasil, porque nós lutamos muito pra ter esse espaço no Brasil, e agora temos esse espaço no mundo. Acho que a Cyborg é muito grande, tem essa vantagem sobre a Amanda. A Amanda tem condições de fazer uma luta dura com a Cyborg, mas acho que a Cyborg vence.

Lina Lansberg

– Esta é uma grande luta, antes de tudo. Todos sabem que Cyborg é muito dura, e Amanda considero mais técnica do que Cyborg. E Amanda tem um soco longo e forte, e ao mesmo tempo Cyborg continua sendo uma mulher maior em tamanho. Isso deixa as coisas em igualdade. Mas na luta agarrada, acho que Amanda vai melhor.

– Você precisa de algo mais contra Cyborg, e certamente Amanda está preparando algo. Acredito que a luta agarrada, pressionando Cyborg na grade, essa é a melhor estratégia contra ela. E sim, não estou muito certa disso, mas acho que Amanda vai ganhar.

Bethe Correia

– Eu estou apostando fortíssimo na Cris Cyborg, estou doida pra ver ela dar uma surra grande na Amanda, na chata da Amanda. Porque a Cyborg representa nós, guerreiras, as mulheres, representa o Brasil. O Brasil está com a Cris Cyborg, o mundo está com a Cris Cyborg. Para mim, é um exemplo de campeã, a cada dia admiro mais ela. E falando tecnicamente também, não só pensando na torcida, acho a Cris Cyborg em tudo muito mais completa. Mais forte, mais explosiva, mais técnica, mais coração, mais disciplinada. Tem uma vida de atleta, com ou sem luta marcada. Exemplo em redes sociais. Cris Cyborg é realmente uma grande campeã e vai dar um show, vai mostrar ao mundo mais uma vez que ela veio pra ficar e fazer sempre muito bonito.

Foto: Divulgação

Megan Anderson

– Acho que, estilisticamente, é um confronto muito interessante. Elas são muito parecidas em estilo. São ambas lutadoras de pressão, strikers pesadas. Acho que a chave para a Cris é pressionar desde cedo e não parar, pois é sufocante quando tem alguém que não respeita sua potência e que constantemente está andando para frente.
Por outro lado, Amanda tem que fazer Cris respeitar sua potência, pois muitas das últimas oponentes da Cris, ela não respeitava. Veja a luta contra Yana Kunitskaya, ela não respeitou sua potência e foi pra cima dela, até finalizar. Mas acho que Amanda têm a potência para parar a Cris e fazê-la respeitá-la. Vai ser interessante ver como as duas se ajustam a essas estratégias, pois as duas têm caminhos bem claros para a vitória e vai ser interessante como elas implementam isso.

– Não sei, não penso em lutas sobre se são as maiores na história do MMA feminino, pois a luta com Holly e Ronda, vocês disseram que aquela era a maior luta na história das mulheres, e aqui estamos alguns anos depois e esta é a maior luta. De tempos em tempos, há uma maior luta na história. Na divisão dos homens, também tem isso. Eu acho que é um confronto incrível entre duas atletas no topo de suas divisões e em seu auge.

Jéssica “Bate-Estaca” Andrade

– Minha opinião é que a Cris Cyborg vença. Nessa categoria, é uma lutadora muito forte, e até hoje eu não vi ninguém que pudesse vencer ela. E acho que a Amanda vai estar mais lenta, por ser uma categoria acima da dela, então ela vai estar mais lenta. Ela pode até achar que não, mas prejudica; eu já lutei no 61kg e sei como é, e hoje lutando no 52kg, sei a diferença que tem no corpo, na velocidade, no gás. Acredito que a Cris Cyborg, lutando na categoria dela, não tem quem vença, e a gente continue com dois cinturões no Brasil e torço muito para a Cris vencer

Felice Herring

– Essa é uma luta muito empolgante. Acho que Amanda é muito potente assim como Cyborg, mas Amanda é mais rápida. Pensando no geral, Cyborg tem a vantagem do tamanho, mas realmente não sei, porque você acaba fazendo amigas nessa indústria, mas se eu pudesse dar uma opinião profissional, diria que Cyborg tem a vantagem, ela é a “fêmea alfa” deste esporte. Não há dúvidas de que Cyborg é maior do que Amanda. Acho que Cyborg mostrou contra Holy Holm alguns buracos em seu wrestling, e acho que Amanda pode mandar Cyborg distante dela com socos e chutes.

Aspen Ladd

– Acho que Cyborg vai vencer, acho que vai vir nos últimos rounds, quando Amanda cansar, mas Amanda com certeza vai dar a ela uma luta equilibrada, diferente de algumas das adversárias anteriores. Acho que Amanda vai para cima, mas ela vai cansar com o decorrer dos rounds e Cyborg vai vencer.
– Acho que é semelhante (a Anderson Silva x Vitor Belfort), mas muito diferente por elas serem mulheres. Vai trazer um público diferente, vai trazer mais mulheres para assistir.

Fonte: G1

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.