Maio Amarelo: Juntos salvamos vidas

Quando pensamos em pessoas que salvam vidas, logo lembramos de médicos, enfermeiros e outros profissionais da área da saúde, além de bombeiros e demais socorristas. São profissionais que exercem na essência e por ofício o auxílio em momentos difíceis, evitando – quando possível – a morte e nos trazendo conforto e esperança em momentos cruciais. Mas, é importante considerarmos que ‘não colocar alguém em risco’ também é uma forma de salvar. Sendo assim, todos nós podemos salvar uma ou mais vidas.

Ao sair de casa, todos nós temos que nos proteger e com isso, estamos salvando vidas. A sua, a minha e a de todos. Por isso, ao transitar, é importante ter responsabilidade e cuidado. Essa é, inclusive, a premissa do movimento Maio Amarelo: o engajamento e a união de todos em prol da redução das mortes no trânsito.

O volume de óbitos nas vias é alto e preocupa.

Somente no primeiro trimestre de 2022 foram registrados 14.976 acidentes nas rodovias federais do Brasil, resultando em 17.115 pessoas feridas e 1.283 mortes, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal. Outro dado alarmante informa que o nosso país ocupa o quinto lugar no ranking mundial de vítimas de trânsito, com cerca de 22 mortes por 100 mil habitantes. E deste total, mais de um terço envolve motociclistas, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). São informações reais, de um cenário que pede o engajamento de todos na busca de mudanças.

Realizado em todo o planeta, o Maio Amarelo tem como proposta chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, ressaltando a importância da união de todos os setores e segmentos da sociedade para discutir o tema e propagar o conhecimento para a segurança no trânsito, com o objetivo de salvar vidas. Estão no foco todas as esferas governamentais, empresas, entidades de classe, associações e a sociedade civil organizada.

Manaus se mobiliza nesta causa e vem trabalhando em suas ações o mote “Juntos salvamos vidas”, contando com campanha publicitária, de mobilização, educativa e de orientação. As ações acontecem nas vias e em órgãos públicos e empresas privadas ligadas ao trânsito.

O trabalho envolve orientações sobre o uso de capacetes e outros equipamentos de segurança, travessia na faixa para pedestres e o respeito entre todos os que compõem o trânsito.

Por isso, fique atento por você e pelos outros. Se vacilar, vai para o saco.

Se beber e dirigir, a saideira é no cemitério.

Prefeitura de Manaus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui