Mais aumento?: Bolsonaro ‘estuda’ nova política de preços da Petrobrás

Jair Bolsonaro lendo um jornal para a sua live - foto: reprodução

“Você vive em um país que paga tudo em real e tem o preço do combustível atrelado ao dólar. Ninguém entende”, afirmou Bolsonaro.

Da última vez que Jair Bolsonaro disse que a troca de comando da Petrobras resolveria o problema, o Brasil sofreu mais de 73% de aumento da gasolina nas bombas. 

Durante transmissão em suas redes sociais, o Jaír Bolsonaro disse que estuda maneira de alterar política de preços da Petrobras.

A declaração vem no mesmo dia em que a estatal informou que lucrou R$ 33 bilhões em três meses com seus preços abusivos nos combustíveis.

A política de reajustes dos derivados de petróleo baseados no Preço de Paridade de Importação (PPI) foi criada durante o governo de Michel Temer, em 2016, após o golpe contra o governo de Dilma Rousseff.

Na transmissão, Bolsonaro disse que a Petrobras não pode dar lucros altos como tem dado. Segundo ele, por ser uma empresa estatal, com monopólio relacionado ao petróleo no país, a Petrobras deve ter um viés social revertido no preço dos combustível para a população.

Bolsonaro afirmou ainda que estuda alterações na legislação da política de preços da empresa.

“Se é uma empresa que exerce monopólio, tem que ter seu viés social, no bom sentido. Ninguém quer dinheiro da Petrobras para nada. Queremos que a Petrobras não seja deficitária, obviamente, invista também em gás, e não apenas em outras áreas”, afirmou.

Com Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui