Matheus Andrade participará do Desafio: Rio Negro Challenge

Foto: Arquivo pessoal/Divulgação e Alcides Neto/ Aquática Amazonas

O Rio Negro Challenge, competição que reúne três provas distintas – Maratona Aquática, Circuito Curumim e Travessia Almirante Tamandaré – está se aproximando. E faltando menos de um mês para o evento que ocorre dia 3 de dezembro, na Ponta Negra, a partir das 7h, o certame já comemora recordes e se prepara para receber atletas da `casa` e de outros 18 estados brasileiros. A competição é uma realização da Aquática Amazonas.
“Posso dizer com muita responsabilidade que o crescimento da natação de águas abertas no Amazonas está provado. Temos público, atletas e muita dedicação para continuar. A edição do Rio Negro Challenge de dezembro, por exemplo, teve recorde de inscrição para a Almirante Tamandaré, com 70 inscritos em 26 dias, e acreditamos que a Maratona e o Circuito vão reunir 350 participantes, batendo o número de inscritos desde a primeira edição do evento, em 2015. São números expressivos, onde abrangemos vários estados do País, fortalecendo o turismo esportivo, e o crescimento é gradativo”, disse o organizador do evento, Pierre Gadelha.

Foto: Arquivo pessoal/Divulgação e Alcides Neto/ Aquática Amazonas

Um dos competidores que promete fazer bonito para o Amazonas é o nadador Matheus Andrade, de 20 anos. Conhecido das piscinas pelos resultados importantes que já conquistou para o Estado, o jovem se prepara para depois de mais de 10 anos de carreira disputar pela primeira vez a Travessia Almirante Tamandaré, prova tradicional do calendário esportivo local, que desde ano passado foi incorporado ao Rio Negro Challenge. Para quem é acostumado com a água cristalina da piscina e trajetos de velocidade, a Travessia é pra lá de desafiadora.

“Eu nunca participei de uma prova tão longa e esse sentimento desafiador conta muito para a minha dedicação. Tudo muda para um percurso longo desse. Estou há três meses treinando e antes estava fazendo três quilômetros e agora faço quatro. Minha preparação é na Aquática Amazonas de segunda a sábado, de uma hora e meia, sempre a partir das seis horas da manhã, pois curso Educação Física e preciso equilibrar meus afazeres”, disse Matheus, que iniciou na natação aos três anos de idade, e aos nove começou a carreira profissional.

Para um bom resultado na Travessia, o amazonense ainda traça uma estratégia que beneficie o lado psicológico e também físico. Além disso, ele afirma que apesar dos anos de carreira, é impossível não ficar ansioso. “Acredito que devo dividir a prova em metragem, nadar um quilômetro e me alimentar, mas devo começar mais leve, pois prova longa a gente não decide no início e sim no final. Confesso que atravessar o Rio Negro me dá um frio na barriga, porque a gente sempre pensa em animais, no cansaço, mas isso tudo eu tenho que trabalhar em relação ao psicológico para não me atrapalhar. A minha média de tempo e foco deve ser para uma hora e quarenta e cinco minutos, pois a água daqui é pesada. Para isso, também estou trabalhando a minha postura em relação a respiração”, frisou.

Foto: Arquivo pessoal/Divulgação e Alcides Neto/ Aquática Amazonas

Apesar de ser sua primeira Travessia, Matheus participa do Rio Negro Challenge desde 2015, primeira edição do evento, quando reuniu 100 pessoas. Em abril deste ano, por exemplo, ele venceu os 1,5km da Maratona Aquática após cravar 20min34seg. Em 2016, o nadador havia participado do mesmo evento, mas ficou na segunda colocação.

“No início deste ano, na disputa do 1,5km, eu larguei entre os três primeiros e a partir do meio fiquei só com o Felipe. A partir daí, consegui dar o sprint final e ainda baixei meu tempo. Fiquei muito feliz, mas a Maratona comparada a Travessia é algo muito maior, principalmente em relação ao percurso. Mas estou confiante e espero poder cumprir bem esta missão, pois é uma responsabilidade muito grande representar o Estado justamente neste evento, que cada vez está maior”, destacou Andrade.

Provas e inscrições

As inscrições para o Rio Negro Challenge estão abertas e podem ser feitas pelo site www.rionegrochallenge.com.br até o dia 27 de novembro ou término das vagas. O evento reúne o Circuito Curumim, a Maratona Aquática e a Travessia Almirante Tamandaré.

O Circuito Curumim é uma prova de 500m para crianças de 8 a 13 anos de idade, e conta com três categorias: Mirim (8 e 9 anos), Mirim 1 (10 e 11 anos) e Petiz (12 e 13 anos). O valor da inscrição é de R$80,00 e a previsão de largada será às 7h.

A Maratona Aquática Amazonas é composta de dois percursos: 1,5km e 3km. Para esta prova, podem competir atletas a partir de 13 anos de idade, divididos em mais de 13 categorias. A prova terá largada às 8h e a taxa de inscrição é de R$ 110,00.

Já a Travessia Almirante Tamandaré é um percurso com largada na praia do Camaleão e chegada à praia da Ponta Negra, totalizando um percurso de aproximadamente 8,5 km, em linha reta. As inscrições para esta prova já encerraram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui