Morre descobridor de musas do Carnaval, Kiko Alves no Rio

No início da carreira, carnavalesco descobriu Viviane Araújo; famosos lamentam morte nas redes sociais.
No início da carreira, carnavalesco descobriu Viviane Araújo; famosos lamentam morte nas redes sociais.
No início da carreira, carnavalesco descobriu Viviane Araújo; famosos lamentam morte nas redes sociais.

O carnavalesco Kiko Alves morreu na tarde deste sábado (25), no Rio. O Jornal Meia Hora, no qual Kiko assinava uma coluna sobre Carnaval, confirmou a notícia, mas não informou a causa da morte. “O Meia Hora se solidariza com a família daquele que foi uma das maiores personalidades da folia carioca. A equipe do jornal está de luto. Descanse em paz, Kiko”, diz a nota publicada no Facebook.
Kiko foi responsável por descobrir e treinar várias musas do Carnaval, como a rainha de bateria e atriz Viviane Araújo. Nascido no Ceará, mas criado no Rio, ele começou a se envolver com Carnaval ainda na infância desfilando em várias escolas e, há mais de 20 anos, confeccionava fantasias para os desfiles. Kiko é também considerado o “pai” do tapa-sexo na avenida e foi dele a ideia de levar o menor tapa-sexo da história do Carnaval para a avenida em 2008, quando a goiana Viviane Castro cruzou a Sapucaí com um acessório de apenas 3,5cm.

 
Nas redes sociais, famosas prestaram homenagem ao amigo. Entre eles, a mulher Melão foi a primeira a lamentar a morte do carnavalesco. “É com muita tristeza que eu venho homenagear ‪#‎KikoAlves‬ o carnavalesco responsável por hoje eu ser a Mulher Melão. Ele me levou para o carnaval do Rio de Janeiro em 2008. Só tenho a agradecer. Fico lisonjeada por ser a última mulher que ele descobriu no carnaval. Este ano pude estar com ele novamente na Sapucaí. Estou muito triste pela sua partida, você fará muita falta no Carnaval. Descance em paz ‪#‎luto‬”, escreveu.

(Terra)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui