Integrantes de organização criminosa são presos por trocar veículos clonados por drogas

Foto: Reprodução

MANAUS – A polícia deflagrou ação policial nesta quarta e quinta-feira (25 e 26/11), que resultou nas prisões de Andrey do Nascimento Andrade, 21, e Henrique Teixeira Pedrosa, 23, apontados como integrantes de uma organização criminosa responsável por receptar e trocar veículos clonados por drogas e, posteriormente, enviar o material entorpecente para o estado da Bahia (BA).

Durante coletiva de imprensa realizada, nesta terça, às 14h30, no prédio da Especializada, no bairro Alvorada, zona centro-oeste, o delegado Cícero Túlio, titular da unidade policial, informou que as investigações duraram cerca de três semanas e constataram que a dupla integrava a célula de uma facção criminosa que opera no tráfico de drogas no eixo Norte/Nordeste e que possui ramificação no estado do Amazonas.

Segundo a autoridade policial, durante as diligências, as equipes descobriram que as drogas trocadas pelos veículos eram conduzidas em um automóvel por Andrey, e entregues aos cuidados de Henrique, que era responsável por efetuar o fracionamento dos entorpecentes em partes menores, a fim de fixar o material no corpo de passageiros ‘mulas’, que embarcavam em voos domésticos com destino a cidade de Salvador.

“Tomamos conhecimento que na noite desta quarta (25/11), Andrey negociaria uma motocicleta roubada e clonada. Sendo assim, passamos a monitorá-lo e o abordamos em um shopping center, no bairro Nova Cidade, zona norte da capital. Com ele, apreendemos a motocicleta, documentos falsos e passagens aéreas com destino a cidade de Salvador”, disse o delegado.

O processo de fixar o material entorpecente nas ‘mulas’ era feito em um motel, na avenida do Turismo, zona oeste, local de onde os passageiros saíam para o embarque no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Túlio relatou que, após as equipes da Derfv constatarem que parte da droga já havia sido enviada para a Bahia, imediatamente acionaram os policiais de lá, que passaram a monitorar o empresário Tiago di Natale Guimarães Ribeiro, que receberia o entorpecente. Tiago já possui passagem pela polícia por tráfico e porte ilegal de arma de fogo naquele estado.

“Durante as ações integradas, foi feito um cerco na região onde Tiago mora, em uma área nobre de Salvador. Porém, ele conseguiu empreender fuga em um veículo. Na casa dele, localizada em um condomínio de luxo, os policiais encontraram uma expressiva quantidade de entorpecentes, além de balança de precisão, munições e um carregador de pistola. As diligências policiais continuam para tentar capturar o infrator e outros indivíduos envolvidos no esquema criminoso”, detalhou o titular da Derfv.

Prisões – Andrey foi preso no bairro Nova Cidade, zona norte. Já Henrique foi preso por volta das 23h30, na rua Paraguaçu, bairro Vila da Prata, zona oeste de Manaus.

Andrey já foi preso em abril deste ano, pela participação em roubos na cidade. Henrique foi preso em 2018, após ser surpreendido pela Polícia Federal (PF), no aeroporto de Manaus, transportando cinco quilos de entorpecentes para Curitiba, no Paraná (PR).

*Material apreendido* – Durante as diligências, os policiais apreenderam dois veículos clonados, cerca de quatro quilos de entorpecentes entre maconha do tipo skunk e cocaína, além de uma balança de precisão.

Procedimentos – Andrey e Henrique foram autuados por tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação qualificada e uso de documento falso. Após os procedimentos cabíveis na Especializada, eles serão encaminhados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerão à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui