Policia realiza transferência de detentos apontados como mandantes de ataques criminosos em Itapiranga

Foto: Reprodução

AMAZONAS – A Polícia Civil do Amazonas, por meio da 38ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Itapiranga (distante 227 quilômetros da capital), com o apoio do 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM), e da Guarda Civil Municipal (GCM), realizou na quarta-feira (09/06), por volta das 10h, a transferência de dois detentos que estavam na carceragem da unidade policial para a Unidade Prisional de Itacoatiara. Eles são apontados como possíveis mandantes dos incêndios criminosos ocorridos no município.

Conforme o titular da 38ª DIP, delegado Aldiney Nogueira, os detentos identificados como Erick Martins Amorim, de 25 anos, conhecido como “Fumaça”; e Marcelo Silva, 20, o “Papagaio”, possuem relação com um grupo criminoso.

“A transferência foi realizada por requerimento do Ministério Público do Amazonas (MPAM), após um compartilhamento de informações entre o MPAM e a PC-AM. Os dois homens estão respondendo por vários crimes, como roubo, tráfico de drogas, lesão corporal grave, furto, ocorridos em Itapiranga, Manaus, Silves, e outros municípios do interior”, relata o delegado.

Além da transferência dos detentos, foi realizada uma revista nas celas da carceragem, e foram encontrados quatro aparelhos celulares, oito carregadores, uma extensão de tomada, além de uma porção de maconha do tipo skunk.

“Esse trabalho serve como um recado para os integrantes desses grupos criminosos, que acham que podem atentar contra a paz social, e não terão nenhuma punição. Assim fica claro que o comando do nosso Estado pertence ao poder público, e não ao crime organizado”, reitera Nogueira.

Procedimentos – Erick e Marcelo já se encontram no presídio de Itacoatiara, à disposição da Justiça. Os celulares apreendidos na carceragem foram bloqueados, e serão encaminhados à perícia.

Segundo Aldiney, a delegacia já possui informações acerca dos possíveis executores dos atentados em Itapiranga, e as investigações estão em andamento para elucidar o caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui