Portuários começam a ser vacinados contra a Covid-19

Foto: João Viana / Arquivo Semcom

A Prefeitura de Manaus inicia nesta segunda-feira, 31/5, a imunização contra a Covid-19 dos trabalhadores portuários que atuam em terminais da capital. Os portuários serão atendidos em seus locais de trabalho, em postos exclusivos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) montados no Porto de Manaus, na região central da cidade, e nos portos Chibatão e Super Terminais, ambos na Colônia Oliveira Machado, na zona Sul.

A titular da Semsa, Shádia Fraxe, informa que poderão ser vacinados nestes locais os funcionários de autoridades portuárias, de operadores e trabalhadores terceirizados. A estimativa é de que sejam imunizados ao longo da semana 2,1 mil trabalhadores que atuam em contato direto com cargas e passageiros.

Em Manaus, de acordo com a secretária, a imunização desse público é umas das estratégias de controle e monitoramento de variantes emergentes, ao lado de outras que serão adotadas a partir de agora, como a aplicação de testes em 10% dos passageiros de voos que chegam à capital.

O conjunto de medidas para o enfrentamento da pandemia no atual cenário foi definida na semana passada por equipes de vigilância epidemiológica da Semsa, da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é responsável pela área de portos, aeroportos e fronteiras.

Shádia Fraxe acrescenta que a vacinação de trabalhadores portuários e aeroportuários já estava prevista no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e que a orientação para antecipar o atendimento dos dois grupos faz parte do 19º Informe Técnico emitido Ministério da Saúde no último dia 25.

A vacinação dos portuários será feita com o apoio de listas nominais disponibilizadas pela administração dos portos, mas a recomendação é de que os trabalhadores, se puderem, façam o cadastro no Imuniza Manaus.

Para o cadastramento basta acessar https://imuniza.manaus.am.gov.br/, na opção Cadastro do Cidadão, escolher a categoria “Trabalhadores de Transporte” e depois o grupo “Aquaviário”. A secretária destaca que o cadastro garante mais agilidade na hora do atendimento, mas que não é obrigatório. “Todos que atenderem aos requisitos de prioridade serão vacinados, com ou sem cadastro prévio”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui