Professora espera por cirurgia cardíaca há oito meses, diz Socorro Sampaio

Vereadora Socorro Sampaio(PP)/Foto: Tiago Correa

Vereadora Socorro Sampaio(PP)/Foto: Tiago Correa
Vereadora Socorro Sampaio(PP)/Foto: Tiago Correa

O drama da professora Sidilene Martins Gadelha, de 47 anos, que há oito meses está internada no hospital da Fundação de Coração Francisca Mendes, a espera por uma cirurgia cardíaca ,que deveria ter sido realizada no Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), foi abordado pela vereadora Socorro Sampaio (PP), em ponunciamento, ontem (29), na Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Segundo Socorro Sampaio, a professora que vem sofrendo infartos, diariamente, e corre risco de vida, ainda, não foi operada no HUGV porque problemas no elevador da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), estão impedindo a realização da cirurgia. Ela disse que acompanha o drama de tantas pessoas que precisam de um exame ou uma cirurgia, e nem sempre esse socorro vem no momento em que ela necessita.

“Esse é um momento terrível na vida de uma família que quer ajudar um parente a continuar vivo. Fiquei preocupada com esse drama desta professora que está sendo bem tratada no Francisca Mendes, mas necessita de uma cirurgia cardíaca o mais rápido possível porque ela está internada desde março. É uma professora que necessita de socorro para continuar vivendo”, alertou Sampaio.

De acordo com Socorro Sampaio, a professora Sidilene Martins precisa passar por uma cirurgia cardíaca urgentemente. Na avaliação da vereadora, o governador José Melo (Pros) não deve estar sabendo o que está acontecendo com essa paciente, mas deverá tomar conhecimento e resolver esse problema.

“Essa paciente precisa da atenção do Hospital Getúlio Vargas que primeiro disse que não tinha material para realizar a cirurgia e o Francisca Mendes deu o material e agora a justifica é que o elevador da UTI está com defeito. Por isso eu resolvi hoje pedir por essa senhora. Ninguém recorrer ao SUS, senão tiver necessidade. Aqui vai o clamor da Câmara Municipal em favor dessa pessoa para que ela possa ter a oportunidade que tantos não tiveram de continuar vivendo”, afirmou a parlamentar do Partido Progressista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui