Projeto Estimular, parceria ACA e ALEAM, será reiniciado, anuncia Ismael Bicharra

Projeto Estimular será reinicado/Foto: Divulgação
Projeto Estimular será reinicado/Foto: Divulgação
Projeto Estimular será reinicado/Foto: Divulgação

A Associação Comercial do Amazonas (ACA), em parceria com a Assembleia Legislativa do Amazonas, através do programa Assembleia Cidadã, anunciou o reinício do projeto Estimular, encontro de idosos executado pelo Conselho Permanente  da Mulher Executiva (CPMEA), órgão auxiliar da ACA, anúncio feito pelo presidente da ACA, Ismael Bicharra, o deputado estadual Adjuto Afonso (PP) e as integrantes do programa.

O projeto Estimular reúne mais de 50 idosas de Manaus que aprendem a bordar, aplicar tinta em tecido, aulas de corte costura, tirando-as da ociosidade. “Havíamos encerrando o projeto porque a coordenadora não poderia dar continuidade as atividades. No entanto, o deputado Adjuto nos procurou e mostrou a necessidade de darmos a continuidade nesse importante trabalho e a Assembleia Legislativa será nossa parceira na administração deste programa”, informou o presidente da ACA, Ismael Bicharra.

Para Adjuto, o projeto além de prestar um trabalho social ajuda a resgatar a saúde física e mental de muitas idosas, uma vez que elas se ocupam com atividades lúdicas e ainda adquirem uma renda extra com a venda dos produtos que apreendem a fazer após os cursos. “Elas se encontram uma vez por semana, conversam, aprendem coisas novas e, ainda, conseguem uma renda extra. Muitas delas ficam ociosas e sabemos que neste momento elas precisam fazer uma atividade para se sentirem mais revigoradas e o projeto Estimular contribui para isso”, argumentou o parlamentar.

Uma das integrantes do projeto e professora de crochê, Sandra Assis, declarou que o retorno do programa vai dar vida as idosas que deixaram de praticar atividades após o término do encontro, há alguns meses. “O projeto tira elas de casa e do estresse do dia a dia. Muitas delas se sentem mais felizes porque nessa idade muitas só cuidam da casa ou dos netos”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui