Rio Negro pode ser prejudicado por baixa acidez dos igarapés

Foto: Reprodução

A característica natural do rio Negro pode ser alterada por conta da diminuição de acidez nos igarapés de Manaus. Os indicadores negativos das águas são atribuídos à ação humana.

De acordo com estudos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) em conjunto com a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), houve uma queda da acidez, principalmente nos igarapés do Franco e do Mindu, que recebem muito despejo de resíduos doméstico. Esses igarapés estão chegando no São Raimundo com um pH anormal, o que pode impactar também no pH do rio Negro, mudando a característica natural do rio.

Outros igarapés analisados, o do São Raimundo e do Quarenta também apresentam níveis abaixo da esperado. O primeiro tem o segundo menor índice de oxigênio e o outro tem a pior taxa do item.
Igarapés de municípios como Careiro da Várzea, Novo Airão e Presidente Figueiredo também serão analisados. Mais de cem pontos no Amazonas devem ser estudados até 2025.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui