Trabalhadores da Ambev podem decidir por paralisação nesta terça(06), em Manaus

Trabalhadores da Ambev podem parar em Manaus/Foto: Reprodução

Trabalhadores da Ambev podem parar em Manaus/Foto: Reprodução
Trabalhadores da Ambev podem parar em Manaus/Foto: Reprodução

A Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins) realizará amanhã, terça-feira (06), reunião extraordinária com entidade representante dos trabalhadores do grupo Ambev de Manaus (AM).

Diante da atual falta de abertura de negociação de pauta nacional com a companhia, a CNTA Afins (que representa, em terceiro grau, cerca de 32 mil trabalhadores da Ambev no Brasil) discutirá com o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Bebidas em Geral em Manaus (AM) formas de manifesto e possível paralisação da categoria na região, já que o sindicato enfrenta dificuldades para avançar nas negociações de salários, auxílios e benefícios.

Ao todo, o Estado do Amazonas representa cerca de 3.500 trabalhadores do setor de bebidas, sendo aproximadamente 1 mil trabalhadores ligados à Ambev só em Manaus. Segundo dados recentes do Dieese, o Brasil possui atualmente 177 mil trabalhadores no setor de bebidas. Além da negociação de uma pauta nacional que, dentre outros pontos, envolve a fixação do piso salarial nacional no valor de R$ 1.500, a CNTA Afins também discute atualmente, junto à Confederação Nacional da Indústria (CNI), iniciativas para combater e reduzir o alto índice de acidentes de trabalho no setor.

De acordo com dados do Ministério da Previdência Social (MPAS), entre 2010 e 2012, foram registrados 16.848 acidentes no setor, com 42 mortes no mesmo período. Já o número de auxílios-doença acidentários concedidos entre 2010 e 2012 foi de 928. Só em 2013, entre janeiro e outubro, 316 trabalhadores do setor se afastaram pelo INSS.

Apesar da redução do número de acidentes e de óbitos no setor, a média anual ainda é considerada alarmante pela CNTA Afins. Em 2010, 6.144 acidentes foram registrados (com 17 mortes). Em 2011, esse número foi de 5.634 acidentes (e 14 mortes), contra 5.070 acidentes e 11 mortes em 2012. A maioria dos acidentes são registrados durante a fabricação de refrigerantes e de cervejas.

Os assuntos de pauta serão os seguintes:

1º- Avaliação e decisão referente à posição da AmBev de não ter marcado reunião com a CNTA Afins, desde abril até o momento.

2º- Programações de manifestos contra a política da AmBev em todo o Brasil.

3º- Formas de apoio ao Sindicato de Manaus-AM e aos trabalhadores da AmBev.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui