Vereadores recebem taxistas para discutir PL do transporte por aplicativos

Foto: Reprodução

O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), vereador Dante (PSDB), o da Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Acessibilidade (COMTMUA), Rosivaldo Cordovil (Podemos) e o líder do governo municipal na Câmara Municipal de Manaus (CMM), Marcel Alexandre (PHS), receberam nesta segunda-feira (25/3) representantes das categorias de taxistas e mototaxistas de Manaus, no Memorial Carlos Zamith.

A reunião, que aconteceu após o plenário, serviu para os profissionais pedirem aos parlamentares que sejam realizadas audiências públicas, para discutir o Projeto de Lei que regulamenta o transporte por aplicativos em Manaus, como explicou o diretor do Sindicato de Taxistas de Manaus, Marcio Fleury. “Queremos ter a possibilidade de contribuir com o projeto em pauta, dar sugestão de emendas e discutir com todos os modais como será o futuro do transporte na cidade”.

O vereador Dante, presidente da CCJR, informou que as audiências já estão marcadas, sendo a primeira, programada para acontecer no dia 10 de abril, e todas as categorias são convidadas a participar. “Nós tranquilizamos os profissionais quanto à realização nas audiências públicas, todos serão chamados, precisamos da participação de todos para que no fim possamos chegar a uma regulamentação que seja benéfica para todos”, disse o parlamentar.

Foto: Reprodução

Rosivaldo Cordovil garantiu que todos os interessados neste projeto serão ouvidos e serão realizadas quantas audiências forem necessárias. “Vamos ouvir todos, os taxistas, mototaxistas, transporte escolar, rodoviários, transportes alternativo e executivo e também os aplicativos de transporte. Precisamos que todos contribuam nesta matéria que será analisada com calma e sem nenhuma pressa”.

Para o vereador Marcel Alexandre este tema é muito delicado e merece toda atenção. Ele afirmou que eles vão estudar como se deu a aprovação deste projeto em outras cidades, para que Manaus aprove uma regulamentação sem prejudicar nenhuma categoria. “Estamos nos debruçando sobre este tema delicado, e, portanto, pedimos paciência a todos. Outras cidades vão servir de exemplo porque queremos aprovar o projeto sem erros, sem falhas, para que todos sejam beneficiados”, afirmou Marcel Alexandre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui