‘Volta segura’ garante segurança a pessoas que deixam o centro de Manaus

PMs integrados à operação " Volta segura", em Manaus/Foto: Nathalie Brasil

as

PMs integrados à operação " Volta segura", em Manaus/Foto: Nathalie Brasil
PMs integrados à operação ” Volta segura”, em Manaus/Foto: Nathalie Brasil

Iniciada ontem, sexta-feira (20), a Operação “Volta Segura”, ação integrada realizada pelas polícias Civil e Militar no Centro de Manaus, sob o comando da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM ), com o objetivo de reduzir os casos de furto e roubo a pessoas que passam pelo Centro de Manaus ou estão retornando para suas casas no final da tarde.
O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, destaca que, com ação, haverá reforço no efetivo de policiais civis e militares nas áreas de policiamento ostensivo e de investigação de crimes. “Teremos mais policiais a pé e ainda motorizados na área Central, onde a estatística está apontando a necessidade de maior de policiamento por conta de pequenos furtos e assaltos a pedestres”, destacou.

Sérgio Fontes ressaltou que, conforme levantamento estatístico feito pela SSP-AM, há uma grande concentração de furtos e roubos no Centro, das 18h as 21h, horário de retorno dos milhares de trabalhadores da área Central. Também há registros de furtos em estabelecimentos comerciais. “Cerca de 21% dos roubos que são registrados, diariamente, no Centro, estão ocorrendo nesse horário, à noite. Com a presença maior do policiamento ostensivo, acreditamos que iremos inibir esse tipo de crime”, afirmou.

A operação foi lançada na Praça da Matriz, no Centro, com reforço de policiamento a pé e motorizado, com a presença secretário executivo-adjunto de Operações da SSP-AM, Pedro Florêncio, o comandante da Polícia Militar, coronel Gilberto Gouvêa, e o delegado geral-adjunto, Raimundo Acyole.

O comandante da Polícia Militar, coronel Gilberto Gouvea, informou, que diariamente, a Polícia Militar atua na área Central por conta do grande número de pessoas que passam pelo local. “Temos a grande incidência de menores que atuam com pequenos furtos e roubos. Nesse caso, também temos a necessidade de integração de outros órgãos porque isso envolve uma questão social. Pedimos também que a população tenha condutas mais seguras como evitar a exposição de objetos de valor como celulares, computadores e outros”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui