A duplicação da Rodovia AM-070 foi reiniciada no Km 70 ao 75


A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) reiniciou, nesta semana, os serviços de terraplanagem da obra de duplicação da rodovia Manuel Urbano, a AM-070, que liga Manaus aos municípios de Iranduba, Novo Airão e Manacapuru.

Os trabalhos estão sendo realizados em vários trechos, sendo um deles situado entre o Km 70 e o Km 78, próximo à entrada da Estrada de Novo Airão.

Com a chegada do verão, os trabalhos ganham celeridade com os serviços de drenagem e terraplenagem na rodovia.

“A umidade compromete a qualidade e a durabilidade dos serviços de terraplanagem, e nós queremos entregar uma obra que tenha uma vida útil bem longa. Com a redução das chuvas, vamos aumentar o ritmo de nossas obras no Estado para cumprir nosso cronograma de execução, conforme determinação do governador Wilson Lima”, esclareceu o titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Carlos Henrique Lima.

Os trechos mais danificados da AM-070 que ainda não foram duplicados estão recebendo ações de tapa-buracos. Estes serviços também estão bem adiantados, segundo informou a Seinfra.

A operação tapa-buracos está em andamento no trecho compreendido do Km 35, nas proximidades da ponte do rio Miriti, em direção a Manacapuru. Essa operação tapa-buracos foi determinada pelo governador Wilson Lima, após visitar o local, para garantir a trafegabilidade e a segurança dos motoristas.

Linha de bueiro – Em paralelo a esses serviços, a Seinfra está concluindo a construção de uma linha de bueiro no Km 73 da AM-70. Anteriormente, já havia sido construída uma galeria em concreto armado no Km 70 e um muro de contenção contíguo à ponte do Miriti, no Km 75, nas laterais da pista.

O muro tem por objetivo elevar o greide, ou seja, a altura da pista, ao mesmo tempo em que evita a fuga de material para os taludes laterais e para as banquetas que dão acesso à praia do balneário do Miriti.

“Todas estas ações, em obediência às chamadas boas práticas da engenharia, agregam segurança e durabilidade à pista, refletindo positivamente no intervalo de tempo necessário para a realização de obras de manutenção”, explicou o secretário Carlos Henrique Lima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui