Bolsonaro libera bebida alcoólica em pontos de Descanso de caminhoneiros

Pressionado com uma nova greve nacional, Jair Messias libera álcool (cachaça), para os motoristas próximo das cidades - foto: arquivo/montagem

Após 11 aumentos consecutivos no preço do diesel que levou a uma ameaça de greve, prevista para a próxima segunda-feira (16), Jair Bolsonaro assinou uma portaria permitindo que pontos de descanso de caminhoneiros ofereçam bebidas alcoólicas, quando estiverem em perímetro urbano.

A portaria é do Ministério da Economia e já está em vigor. Ela derrubou a portaria anterior que proibia o comércio e consumo de bebidas alcoólicas em pontos de descanso na beira das rodovias.

A greve dos Caminhoneiros está mantida para a próxima segunda feira (16) – foto: divulgação

Com a portaria nova, a decisão sobre onde se pode vender ou não bebidas nos trechos urbanos das estradas federais volta a ficar à cargo dos municípios e do Distrito Federal.

Motoristas e consumo de álcool

A liberação do consumo de álcool acontece em meio aos protestos contra a alta do combustível, que pode provocar uma nova paralisação nacional dos caminhoneiros.

“Nós temos um governo que só fez nos enganar. Muitas mentiras, promessas antes da campanha. E o que foi que ele fez para nós? Nada. Só virou as costas para os caminhoneiros. Como vocês podem acreditar num homem desses?”, afirma em vídeo o caminhoneiro identificado como Genivaldo, de Itabaiana (BA), indagando antigas lideranças que teriam sido cooptadas pelo governo Jair Bolsonaro.

Em outro depoimento Sérgio Bucar lembra os 11 aumentos consecutivos de gasolina, óleo diesel e gás de cozinha e também pede o apoio da população. O consumo de álcool pode ser um artifício do governo para responsabilizar a categoria por não agir com sobriedade.

“Convoco a população brasileira. Vamos parar o Brasil. Queremos que na segunda-feira dia 16 às 6 horas da manhã já esteja tudo parado “, diz o caminhoneiro.

Revista Fórum


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui