Casal suspeito de mandar matar sargento do Exército ganha liminar para deixar a prisão

Foto: Reprodução

O casal de empresários Joabson Agostinho Gomes e Jordana Azevedo Freire, suspeitos da morte do sargento do Exército Lucas Guimarães, conseguiram na Justiça uma liminar para deixar prisão em Manaus, ontem sexta-feira (18). A informação foi confirmada pela defesa do casal.

Os dois estão detidos desde o último dia 09 de fevereiro, e negam envolvimento no crime. Joabson Agostinho foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM1) enquanto Jordana Freire está em prisão domiciliar.

O casal é dono do grupo Vitória Supermercados, e a polícia acredita que o assassinato do sargento tenha motivação passional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui