Consumidores devem ficar atentos ao mel não inspecionado

Foto: Divulgação

A ingestão de mel produzido sem controle de qualidade pode causar danos à saúde humana, como o botulismo, doença neuroparalítica com risco de morte. Por esse motivo, a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) tem intensificado os trabalhos de inspeção junto aos produtores e alerta a população para comprar apenas produtos certificados pelo Serviço de Inspeção Estadual (SIE).

Para orientar as empresas produtoras sobre as práticas adequadas, servidores da Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Gipoa) da autarquia iniciaram, em agosto, um cronograma de visitas aos produtores cadastrados.

Atualmente, três produtores de mel amazonenses estão certificados pelo Serviço de Inspeção Estadual: Pronatus (SIE 63), Apis Floresta (SIE 168) e Coopmel (SIE 127). É importante que o consumidor verifique o rótulo, onde consta o selo com o número da certificação, e compre apenas os produtos inspecionados, que têm garantia de que foram feitos seguindo rígidos padrões higiênico-sanitários.

A população pode denunciar a produção irregular de mel e de qualquer outro produto de origem animal pelo AdafOuv, no (92) 99380-9174 (ligação e WhatsApp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui