Amazonas Polícia

DEHS prendeu 58 suspeitos de envolvimento em homicídios no 1º trimestre

Foto: Alailson Santos / PCAM e Thiago Ribeiro / SSP-AM
Avatar
Escrito por Redação II

Nos três primeiros meses de 2019, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), da Polícia Civil do Amazonas, prendeu 58 pessoas suspeitas de envolvimento em diversos assassinatos cometidos na capital amazonense. Os números englobam prisões em flagrante e em cumprimento de mandados e representam aumento de 190% em relação ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 20 prisões.

“Conseguimos elucidar diversos crimes e estamos trabalhando para melhorar ainda mais esses índices”, ressaltou o titular da DEHS, delegado Paulo Martins. Dos presos este ano, 50 são homens. Ano passado, das 20 prisões efetuadas entre janeiro e março, cinco são mulheres.

A maioria dos crimes de homicídio tem ligação com o tráfico de entorpecentes e, na maioria dos casos, as testemunhas temem prestar depoimentos ou repassar informações sobre os autores, tornando o trabalho de investigação mais difícil. Entretanto, para esses casos, existe um mecanismo que resguarda as testemunhas, o Termo de Declaração Confidencial.

Delegado Paulo Martins.Foto: Alailson Santos / PCAM e Thiago Ribeiro / SSP-AM

“Com esse termo, a pessoa vem, presta o depoimento, ela é qualificada, mas a qualificação dela é à parte. Isso fica em um envelope, só quem vai ter acesso é o juiz e o promotor do referido procedimento. Nenhum advogado, tanto de defesa quanto de acusação, tem acesso. Isso facilita nosso trabalho, porque as pessoas prestam esclarecimento e não vão ser futuramente identificadas na Justiça”, explicou o delegado.

Além disso, quem tiver informações sobre os crimes pode ajudar a polícia por meio de denúncias anônimas. Pelo 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), as informações podem ser prestadas a qualquer dia da semana, 24 horas por dia. A DEHS possui, ainda, o telefone (92) 99229-6208, em que também é possível auxiliar a polícia com detalhes que possam elucidar os casos.

“Em qualquer um desses dois números a população pode entrar em contato conosco, fazer a denúncia e ter a garantia de que a sua identificação será mantida em sigilo”, garantiu Martins.

Foto: Alailson Santos / PCAM e Thiago Ribeiro / SSP-AM

Homicídios têm redução – As ações desencadeadas pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) levaram a uma redução de 2,17% nos homicídios em Manaus e, em março de 2019, as mortes chegaram ao menor nível dos últimos oito anos para o mês desde 2011.

No primeiro trimestre deste ano foram registrados 180 homicídios em Manaus, número 2,2% menor que no mesmo período do ano passado.

Operações integradas – Em maio deste ano, com apoio da SSP-AM, a DEHS deflagrou duas operações focadas na prisão de grupos responsáveis por homicídios na capital.

Centrada no bairro Jorge Teixeira, a “Operação Nero” prendeu membros de uma organização criminosa envolvida em homicídios e tráfico de drogas, no dia 9 de maio. As prisões decorreram de investigações sobre três homicídios cometidos em setembro do ano passado, mas a polícia investiga a participação do grupo em diversas outras mortes.

No dia 16, a “Operação Anúbis” resultou na prisão de cinco homens e na apreensão de um adolescente, todos envolvidos em homicídios e tráfico de drogas no bairro da União, zona centro-sul. A operação foi fruto de investigações sobre um triplo homicídio registrado em novembro do ano passado, cujas mortes tinham relação com disputa pelo tráfico de drogas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário