Cidades Educação

Em abertura do ano letivo Prefeito de Manaus destaca avanços no ensino

Foto: Alex Pazuello e Marinho Ramos / Semcom
Redação I
Escrito por Redação I

O prefeito Arthur Virgílio Neto realizou nesta terça-feira, 5/2, a abertura do Ano Letivo 2019 das 496 escolas públicas municipais de Manaus, que receberá mais de 240 mil alunos, sendo 45 mil novatos. A solenidade foi marcada pela inauguração da Creche Municipal Professor Elias Lima de Souza, no bairro Zumbi dos Palmares. Com essa, a zona Leste passa a contar com seis unidades de ensino voltadas para crianças de 1 a 3 anos.
“Quando cheguei na prefeitura, em 2013, ocupávamos o 23º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb, que avalia o ensino básico em todo país. Hoje estamos na 9º posição e o nosso objetivo é chegar ao 8º lugar até fim desta gestão, porque não há nada mais nobre que realizar um bom projeto educacional”, destacou. “Quando assumi era uma creche e hoje chegamos a 17 unidades. Eu acredito que a vitória educacional começa com a creche, quanto mais avançamos nessa área da educação, mas evoluímos também nos nossos resultados gerais”, completou o prefeito em seu discurso.

Em sete anos, a gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto deu um salto na cobertura da Educação Infantil, saindo de apenas uma creche para 17 estruturas em funcionamento. Desse total, 13 são próprias e outras quatro são conveniadas. Com as inaugurações de creches e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), a rede municipal de ensino de Manaus passa a atender aproximadamente 51 mil crianças, de 1 a 5 anos, matriculadas na educação infantil.

Entre os novos alunos da Creche Municipal Professor Elias Lima de Souza, Miguel, de 2 anos, estava animado no colo da avó Joyce Marques, de 51 anos. Segundo ela, a nova unidade vai ajudar muito na organização familiar. “Vai beneficiar muito os pais dele que precisam trabalhar e não tinham com quem deixar. Vai ajudar, inclusive, na renda dentro de casa, porque minha filha tinha que pagar uma pessoa”, explica. “O Zumbi está de parabéns com essa creche nova no nosso bairro”, finaliza a dona de casa.

Entrega da 17ª creche – Foto: Alex Pazuello e Marinho Ramos / Semcom

Ao entregar uma nova creche, além de prezar pela qualidade da estrutura, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) também se preocupa com os serviços e conteúdo pedagógico ensinado às crianças. Por isso, todas as unidades trabalham com a Proposta Pedagógica da Educação Infantil elaborada pela Divisão de Educação Infantil (DEI) e Gerência de Creches da Semed, o Caderno de Orientações Pedagógicas aos Professores da Fase Creche e o Currículo Próprio, denominado Vivências e Saberes. A equipe multidisciplinar conta com professores, assistentes sociais, técnicos de enfermagem, pedagogos e manipuladores de alimentos.

Atualmente, a prefeitura trabalha na construção de oito novas creches. A previsão é que, ainda no primeiro semestre de 2019, mais uma unidade seja entregue.

Ano Letivo 2019

Para este ano, a Prefeitura de Manaus trabalhará com o tema “Família e Escola: Todos responsáveis uns pelos outros”, com o foco na valorização da Primeira Infância. A intenção é ampliar ainda mais a parceria com os responsáveis pelos estudantes, a fim de que os mesmos contribuam, juntamente com a escola, com a vida escolar dos alunos em todos os níveis educacionais, o que é responsável por auxiliar na melhoria do desempenho acadêmico dos discentes, reduzir problemas de comportamento e índice de reprovação e abandono escolar, segundo pesquisas.

“É preciso criar condições afetivas para que as crianças possam estudar não somente nas salas de aula, mas em suas casas. Queremos trabalhar essas questões que auxiliam no desempenho do aluno fora da escola, esse é o nosso convite aos pais e responsáveis. E vamos juntos, escola e família, continuar no caminho da educação de qualidade”, reforça a secretária da Semed, Kátia Schweicarkdt.

São mais 240 mil alunos, dos quais 45 mil novatos, matriculados nas 496 unidades de ensino, sendo 17 creches, 111 Cmeis, 367 escolas municipais e um Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemeja). E para o atendimento dos alunos em sala de aula e o desempenho das demais funções administrativas da Semed, são aproximadamente 15 mil servidores, sendo 12 mil professores, 990 pedagogos e quase 2 mil administrativos, lotados nas unidades de ensino e demais prédios administrativos da secretaria.

Ações pedagógicas

Este ano, a rede municipal vai aderir ao programa do governo federal “Escola do Adolescente”, voltado para alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e que visa preencher uma lacuna de política pública voltada para o segmento, uma vez que a taxa de insucesso dos Anos Finais dobra em relação aos Anos Iniciais (1° ao 5° ano). No total, serão beneficiadas 130 escolas do 6º ao 9º ano, do ensino fundamental.

Mais de 20 projetos e programas pedagógicos são desenvolvidos em toda a rede municipal de ensino, como: Viajando na Leitura, Matemática Viva, Programa Gestão da Alfabetização (PGA), Programa Correção de Fluxo, Reforço Escolar, Livro Didático, Biblioteca Escolar, Municipíadas, Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas), Tutoria Educacional, Programa Qualifica, English For Kids, Robótica, Programa Nacional de Tecnologia Educacional (Proinfo), Linguagem Digital na Educação Infantil, Telecentro, Khan Academy, Qualificação profissional e empreendedorismo na Educação de Jovens e Adultos (EJA), dentre outras.

Obras

Além das creches em obras, a Prefeitura de Manaus iniciou a construção de quatro Centros Integrados Municipais de Ensino (Cimes), sendo três em outubro de 2018 e um no final de janeiro deste ano, que já estarão disponíveis no Ano Letivo de 2020. Os Cimes integrarão, em um só local, uma unidade da educação infantil e outra do ensino fundamental. Com isso, a rede municipal de educação vai oferecer 6,4 mil novas vagas nos prédios que estão localizados no Jorge Teixeira, Lago Azul, Distrito Industrial 2 e Gilberto Mestrinho.

Essas obras acontecem por meio Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem), que preveem a construção de 11 complexos educacionais, com recursos obtidos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) de US$ 52 milhões.

Ainda em 2019, serão feitas reformas e ampliações de 21 unidades escolares da rede municipal, bem como a realização de licitações para construção de mais um centro Municipal de Educação Especial (CMEE) e uma escola municipal de ensino fundamental.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.