Em jantar de trabalho com Merkel, Dilma relembra a goleada de 7 a 1

Dilma e Angela Merkel, em Brasília/Foto: FolhaPress

Em um ambiente marcado pela descontração e informalidade, a presidente Dilma Rousseff relembrou a goleada histórica sofrida pela seleção brasileira na Copa do Mundo, durante jantar de trabalho na noite de ontem, quarta-feira (19), com a chanceler alemã, Angela Merkel, no Palácio da Alvorada.
Na pauta do encontro, também, se discutiu o acordo Mercosul-União Europeia e as perspectivas da retomada do crescimento econômico do Brasil.

Merkel chegou a Brasília por volta de 20h, seguindo direto para o Alvorada, onde era esperada pela presidente brasileira e 18 ministros. Atrasado, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, foi a última autoridade a chegar, ficando de fora da foto oficial.

Segundo o Broadcast Político apurou, Dilma e Merkel fizeram o brinde com champanhe nacional, em um jantar de duas horas de duração com carneiro, legumes, risoto e filé mignon no menu palaciano.

“Estavam todos os ministros cansados, todo mundo querendo descansar, e as duas batendo papo sem parar”, relatou um dos participantes à reportagem.

Em um dos momentos mais descontraídos do jantar, Dilma lembrou a partida da seleção brasileira contra a Alemanha, na semifinal da última Copa do Mundo, e disse que no futuro esperava reverter o placar de 7 a 1.

Diplomática e bem-humorada, Merkel disse que aguardaria essa revanche, mas adiantou que não queria tratar desse assunto na viagem. Todos os presentes morreram de rir.

Dilma também defendeu a “parceria estratégica” com a Alemanha, destacando a importância de investimentos em áreas de meio ambiente e infraestrutura.

Durante o jantar, ministros alemães questionaram seus colegas brasileiros sobre o andamento da economia nacional e as perspectivas de crescimento do Brasil. A mensagem otimista que se procurou transmitir foi a de que o País passa por um processo de ajuste, que irá abrir as portas de um novo ciclo de desenvolvimento.(UOL)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui