Empresa investiga causas de incêdio no Golfo do México

Vazamento de oleoduto provoca incêndio no mar no Golfo do México - Foto: Reprodução/Twitter

A Pemex, a empresa de óleo e gás do México, disse na sexta-feira (2) que uma ruptura em um duto aquático no Golfo do México causou um incêndio no mar.

A empresa afirmou que ainda vai investigar melhor a causa do incêndio. De acordo com um relatório obtido pela agência Reuters, a instalação foi atingida por chuvas fortes e uma tempestade elétrica. No entanto, o relatório não foi divulgado oficialmente.

A companhia enviou barcos para tentar controlar o fogo com nitrogênio. De acordo com a empresa, o incidente aconteceu perto da plataforma de Ku Maloob Zaap, e não houve feridos.

O vazamento aconteceu a menos de 150 metros da plataforma de perfuração. Segundo a empresa, o fogo foi controlado depois de cerca de cinco horas.

 Por causa do vazamento, houve uma imagem estranha, de chamas de fogo que emergem da água no Golfo do México.

Não se sabe ainda quais os danos ambientais o vazamento vai causar.

Miyoko Sakashita, diretor do Centro de Diversidade Biológica, afirmou que as “assustadoras imagens do Golfo do México mostram ao mundo que extração de petróleo no mar é sujo e perigoso”, e que cenas assim vão continuar a danificar o golfo se exploração de petróleo no mar não for proibida.

Fechamento das válvulas

A Pemex afirmou que vai fechar as válvulas do duto. A empresa já teve outros acidentes em suas instalações.

Angel Carrizales, chefe de segurança da agência reguladora do setor de óleo e gás no México, a Asea, afirmou em uma rede social que o incidente não gerou nenhum vazamento de óleo no mar. Ele não explicou o que estava queimando na superfície da água.

A plataforma de Ku Maloob Zaap é a maior das produtores de óleo cru da Pemex. Dela é retirado 40% dos 1,7 milhão de barris diário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui