Ex-prefeito de Tapauá é multado em mais de R$ 20 milhões

Tapauá Amazonas - Foto: Divulgação/Facebook

O ex-prefeito de Tapauá, Almino Gonçalves, tem 30 dias para devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 22,3 milhões, entre multa e alcance. As contas de Gonçalves foram consideradas irregulares durante a 36ª sessão ordinária do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM).

Entre as irregularidades apontadas pelos órgãos técnicos da Corte de Contas estão despesas constatadas no balanço orçamentário; não envio das conciliações contábeis do balanço patrimonial no valor de R$ 1,8 milhões; ausência de envio de remessas do Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO) ao Sistema Gerência de Fiscalização (Gefis) de todos os bimestres de 2016; além do envio da prestação de contas do ano de 2016 fora do prazo.

O TCE determinou à atual gestão da Prefeitura de Tapauá que alimente o Sistema Gerência de Fiscalização (Gefis) integralmente e de forma tempestiva. Além disso deve atualizar o Portal da Transparência, conforme Lei Complementar Federal 131/2009, ou seja, implementar e desenvolver o controle interno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui