Jovem apanha em Bar, por ter criticado Bolsonaro: ‘Vai apanhar que nem homem’, disse apoiadorsor

Jovem de 19 anos é agredida em bar por criticar bolsonaro - foto: recorte

Todo cuidado ainda é pouco, ao lidar com Bolsonaristas, em qualquer parte do País

Bolsonarista foi localizado em uma rua próxima, ainda com sangue de Estefane no rosto e nas mãos, após ser contido por moradores.

 “Uma jovem de 19 anos foi agredida em um bar de Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, depois de, em uma conversa com amigos, serem feitas críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Segundo o relato de testemunhas, outro cliente do estabelecimento, ao ouvir os comentários, saiu em defesa do candidato à reeleição e deu início a uma discussão, que acabou culminando em sua expulsão do local pela proprietária.

Em seguida, porém, ele retornou com um pedaço de madeira e atacou o grupo, atingindo Estefane de Oliveira Laudano com um golpe na cabeça”, informa reportagem do jornal O Globo.

A jovem relata que estava conversando sobre política no local. “Nesse momento, esse homem, que eu nunca vi na vida, já se intrometeu dizendo que era Bolsonaro, perguntando qual era o problema. Respondi que nenhum, que ele estava no direito, mas que ninguém havia falado com ele”.

Esther afirma que o agressor insistiu nas ofensas, aos gritos, até que a dona do bar pediu para que ele se retirasse. De acordo com a jovem, o homem parecia alterado, como se estivesse embriagado. “Ele me chamou de ‘maria-homem’ e disse que era “gente que nem a gente que vota no Lula”. Depois, foi embora, mas não demorou para voltar com esse pedaço de madeira. Começou a berrar que, “se eu era homem, então iria apanhar que nem homem”. Eu parei na frente dele e falei: ‘Então bate’.”

“Estefane teria, então, entrado no meio da discussão, tentando afastar o agressor. O homem, no entanto, revidou, e ela acabou atingida pela quina do pedaço de madeira, que fez o corte em sua cabeça.Toda a confusão aconteceu em um bar no Centro de Angra dos Reis, por volta das 16h. Ferida, Estefane foi levada no colo de um amigo para a Santa Casa de Angra do Reis, situada a poucos metros do local do incidente. Depois, ela foi transferida para o Hospital Municipal da Japuíba, na mesma cidade, onde levou sete pontos na região do corte e permanece internada, com quadro estável.”, relata a reportagem.

A reportagem ainda informa que, “depois de se certificar que a irmã estava bem, Esther conseguiu localizar dois policiais militares, que passaram a fazer uma ronda na região em busca do agressor.

Ele foi localizado em uma rua próxima, ainda com sangue de Estefane no rosto e nas mãos, após ser contido por moradores. As testemunhas e o homem foram conduzidos para a 166ª DP, onde ele foi autuado em flagrante por lesão corporal. De acordo com o delegado Vilson de Almeida Silva, titular da unidade, o bolsonarista responderá em liberdade por se tratar de um crime de menor potencial”.

Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui