Lews Hamilton quebra ‘tabú’ e larga na pole no GP de Mônaco

Hami(Elton larga na frente de Rosberg(E) e Vettel(D)/Foto: AP

O britânico Lewis Hamilton venceu a briga interna da equipe Mercedes pela pole position do Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1, hoje, sábado. O líder do Mundial da categoria estabeleceu a volta mais rápida do dia, 1min15s098, e garantiu a ponta do grid de largada em Monte Carlo pela primeira vez na carreira.
Rosberg, que venceu o GP da Espanha, ficou com a segunda colocação com o tempo de 1min15s440, com 0s342 de desvantagem para seu companheiro de equipe. Sebastian Vettel fez o terceiro tempo, 1min15s849, seguido pelo australiano Daniel Ricciardo, com a marca de 1min16s041.

Esta é a quinta pole position de Lewis Hamilton em seis corridas da temporada de Fórmula 1. O britânico só não saiu na frente no GP da Espanha, prova anterior do calendário que teve Nico Rosberg na primeira posição do grid e posteriormente no lugar mais alto do pódio.

Amigos de infância, Hamilton e Rosberg se tornaram rivais com o domínio da equipe Mercedes desde a temporada passada da Fórmula 1. Um dos principais capítulos da briga entre os dois ocorreu justamente no treino classificatório no GP de Mônaco da temporada passada.

Rosberg, que estava com a primeira colocação, saiu da pista em sua última tentativa de volta rápida, causando bandeira amarela no setor, o que impediu Hamilton de superar a marca da pole. Irritado, o britânico insinuou que seu companheiro de equipe errou propositadamente para atrapalhá-lo.

A quinta colocação do grid do GP de Mônaco deste domingo ficou nas mãos do russo Daniil Kvyat, seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen. Sergio Pérez, Pastor Maldonado, Max Verstappen e Jenson Button completaram a lista dos dez primeiros colocados.

Os brasileiros tiveram um dia de problemas em Monte Carlo, hoje, sábado. Felipe Massa nem chegou a se classificar à parte final do treino classificatório e ficou apenas com a 12ª colocação do grid, quatro postos à frente do finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe na Williams. Ele fez o 14º tempo da sessão, mas ganhou dois postos por causa de punições ao francês Romain Grosjean e o espanhol Carlos Sainz Jr.

Situação parecida viveu Felipe Nasr. Mais uma vez enfrentando problemas para se equiparar ao ritmo dos rivais por causa da falta de evolução do carro da Sauber, ele fez o 16º tempo do Q1, mas pulou para 14º com as punições aos rivais. O sueco Marcus Ericsson, seu companheiro, ficou em 17º, à frente apenas dos representantes da Manor Marussia.

 Grid de largada

1: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – 1min15s098
2: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1min15s440
3: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) – 1min15s849
4: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) – 1min16s041
5: Daniil Kvyat (RUS/Red Bull) – 1min16s182
6: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min16s427
7: Sergio Pérez (MEX/Force India) – 1min16s808
8: Pastor Maldonado (VEN/Lotus) – 1min16s946
9: Max Verstappen (HOL/Toro Rosso) – 1min16s957
10: Jenson Button (ING/McLaren) – 1min17s093
11: Nico Hulkenberg (ALE/Force India) – 1min17s193
12: Felipe Massa (BRA/Williams) – 1min17s278
13: Fernando Alonso (ESP/McLaren) – 1min26s632
14: Felipe Nasr (BRA/Sauber) – 1min18s101
15: Romain Grosjean (FRA/Lotus) – 1min17s007*
16: Valtteri Bottas (FIN/Williams) – 1min18s434
17: Marcus Ericsson (SUE/Sauber) – 1min18s513
18: Will Stevens (ING/Manor Marussia) – 1min20s655
19: Roberto Merhi (ESP/Manor Marussia) – 1min20s904
Carlos Sainz Jr. (ESP/Toro Rosso) – 1min16s931**

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui