“Lista Janot” é o mais novo calvário de ex-governador amazonense

Lista de Janot provoca medo e Lava jato tem uma nova leva de políticos alvo de pedidos de inquérito pela PGR.

A política baré deve fervilhar novamente com a tão esperada “Lista Janot”, um listão elaborado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com nomes de políticos novamente citados em delações premiadas dentro da “Operação Lava Jato” que deve chegar nos próximo dias ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Em Brasília, o Congresso Nacional está em ebulição nesses dias que antecede a chegada de quase 200 pedidos de investigações de políticos com base nas delações dos executivos da construtora Odebrecht, ao STF.  Os pedido são baseados nos aproximadamente 1000 depoimento de 77 delatores que “abriram o jogo” e fizeram denúncia consideradas gravíssimas contra políticos, inclusive amazonenses.

 

Lista de Janot provoca medo e Lava jato tem uma nova leva de políticos alvo de pedidos de inquérito pela PGR.

Um dos delatados seria o senador Eduardo Braga (PMDB), que, novamente, é citado por empresários da Odebrecht. As denúncias feitas anteriormente por outros delatores, continuam sendo investigadas e valendo. As que entram na pauta do STF, ainda essa semana, trata-se de um novo pacote de denúncias feitas contra o senador do amazonas, que agora passa a viver um calvário de expectativa.

Vale lembrar, que em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o ex-presidente da Câmara dos Deputados e atual presidiário, Eduardo Cunha, afirma que Eduardo Braga é o “fzão” da Petrobrás juntamente com o presidente Michel Temer. Os dois teriam sido os responsáveis em indicar as pessoas chaves nos cargos de direção da Petrobrás para tirarem proveito disso.

 

Quem também fez denúncia contra Eduardo Braga foi Nelson Mello, ex-diretor institucional do Grupo Hypermarcas. Ele afirmou ter usado os lobbistas Lúcio Bolonha Funaro e Milton Lira para repassar R$ 30 milhões a Eduardo Braga e a outros dois senadores pemedebistas Renan Calheiros e Romero Jucá.

Em resumo, Braga está enrolado até o pescoço por isso a preocupação dele é como barrar as investigações e evitar uma cassação de mandato. Vem chumbo grosso por aí.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui