Modelo aos 71 anos, rompe com todos os estereótipos de idade e beleza

Fotos: rosa.saito / Instagram

Os padrões de beleza que são aceitos no mundo da moda atual, às vezes se assemelham a uma gaiola imaginária. As pessoas que querem dedicar sua vida à indústria da moda devem cumprir tantas regras em relação à idade, aparência e até comportamento, que tudo isso se torna algo realmente opressivo. Por isso é sempre uma boa notícia quando descobrimos que os estereótipos foram deixados de lado novamente e há alguns modelos que se atrevem a desafiar toda a indústria da moda.

Aqui, no Incrível.club, queremos que você conheça a modelo brasileira Rosa Saito, agora com 71 anos, que prova ao mundo inteiro que a idade é apenas um número, não uma medida para a beleza e o talento. Confira e se inspire!

Aos 68 anos, cabelos brancos e um talento muito forte para as artes, Rosa Saito de repente descobriu a paixão da sua vida: a carreira de modelo. Seu verdadeiro nome é Setsuko Saito, mas ela adotou o nome Rosa em seu Instagram para facilitar a pronúncia.

Fotos: rosa.saito / Instagram

Ela tem 1,68 m de altura e seu então limitado conhecimento sobre a indústria da modelagem não a impediu de brilhar nessa área. Seu espírito aventureiro a ajudou a chegar a São Paulo Fashion Week.

Rosa nasceu em Araçatuba, no interior de São Paulo. Na infância, descobriu seu talento criativo e começou a cantar, desenhar e escrever. Sendo uma criança muito criativa, sabia que conectaria sua vida com algo realmente bonito.

“Sempre soube que iria buscar algo criativo, algo que eu pudesse inventar. Tudo o que faço, levo para esse lado”, diz ela.

Fotos: rosa.saito / Instagram

Antes de se tornar modelo, Rosa passou por muitos desafios e perdas. Aos 22 anos, cuidou de sua mãe acamada. Depois, como mãe de três filhos, teve de ser mãe e pai para as crianças, pois perdeu o marido em 2000. Mas encontrou prazer em sua vida ao cuidar de plantas, que virou sua meditação diária.

“É importante buscar e se encontrar. E meu momento de paz é com elas (plantas). Vou ao meu jardim e converso com elas”, diz Rosa.

Ela nunca tinha pensado em se tornar modelo. Como foi abordada por profissionais, decidiu considerar a ideia, mas só depois de ter sido convidada três vezes.

Fotos: rosa.saito / Instagram

“Duas vezes foi por profissionais da agência de modelos Mega, e uma vez por um fotógrafo. Deixei a ideia amadurecer por um ano, afinal, tinha custos também, não era algo que eu ia me meter assim, às cegas. Até que eu decidi me arriscar”, lembra.

Rosa foi criada de maneira muito natural e nunca chegou a tomar uma aspirina quando criança. “Era tudo baseado em chá e, na minha essência, sou assim, meio contra tudo o que é química. Então sempre me cuidei com babosa, óleo de coco, azeite de oliva”, conta.

Ela defende a harmonia consigo mesma como a verdadeira beleza. “A beleza em si está em realmente cuidar dos seus pensamentos, da sua espiritualidade. A pessoa pode se tornar bonita, cativante, simpática, isso é muito mais que a beleza toda esticada e perfeita. É o conteúdo que conta, na minha opinião”, diz Rosa.

Para ela, os padrões da indústria da beleza são opressivos, mas há esperança. “Sinto que aos poucos estamos mudando. As pessoas estão vivendo mais, se cuidando mais, e as empresas realmente precisam se abrir mais nesse sentido e visualizar esses potenciais clientes.”

Incrivel.club

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui