Municípios do Amazonas melhoram performance na cobertura vacinal contra a Covid-19

Foto: Divulgação/Semsa-Novo Aripuanã

Duas semanas após a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) e a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) lançarem o plano de ação para melhorar o desempenho da vacinação contra a Covid-19, com foco principalmente para o interior, o número de municípios com cobertura da primeira dose abaixo de 50% caiu de 37 para 24, entre os dias 9 e 23 de abril. Ao mesmo tempo subiu, de 25 para 31, o número de municípios com cobertura de primeira dose entre 50% e 79%.

No mesmo período, o número de doses totais aplicadas no estado saiu de 626.240 para 807.270, avanço de 29%, conforme balanço da FVS-AM divulgado neste sábado (24/04). Avanço maior obteve a vacinação de segunda dose, que subiu 52,6%, saindo de 150.161 para 229.233 doses em duas semanas. Já na primeira dose, o aumento foi de 21,4% no período, saindo de 476.079 para 578.037 doses aplicadas.

O destaque entre os municípios do interior fica para Iranduba que, há duas semanas, ocupava o primeiro lugar no ranking dos que menos vacinavam e agora subiu 11 posições, aparecendo em 12º lugar, embora ainda continue na lista dos que estão abaixo de 50% na cobertura de primeira dose.

Em duas semanas do plano de ação, mais 13 municípios conseguiram ultrapassar 50% de vacinação com primeira dose. Também subiu, de 1 para 7, o número de municípios com cobertura de primeira dose maior que 80%. Além de Manaus, que há duas semanas era o único nessa condição, Urucará, Itamarati, Carauari, Guajará, Fonte Boa e Humaitá já aplicaram mais de 80% da primeira dose em seus grupos prioritários.

Foto: Divulgação/Semsa-Novo Aripuanã

Na execução do plano de ação, os 20 municípios com as menores coberturas vacinais passaram a ser acompanhados mais de perto.

As secretarias municipais de saúde são responsáveis pela vacinação em seus territórios. A FVS-AM já faz o monitoramento de rotina, mas, diante das dificuldades apresentadas pelos municípios, vem prestando suporte presencial com as equipes do órgão e da Secretaria Executiva de Atenção Especializada do Interior da SES-AM indo aos municípios, analisando a situação de cada um, verificando quais são as dificuldades e apoiando de forma efetiva para o alcance das metas de vacinação em tempo oportuno.

Desafios do interior – O que mais vem dificultando a operacionalização do plano de vacinação dos municípios do interior são as limitações impostas pela baixa oferta do imunizante e o envio fracionado das remessas pelo Ministério da Saúde.

Incentivo à segunda dose – A estratégia de Governo também visa avançar mais rápido na segunda dose na capital e interior. Com o início da vacinação dos primeiros grupos de idosos, que receberam as doses da vacina da AstraZeneca/Fiocruz entre janeiro e fevereiro e que três meses depois já poderão tomar a segunda dose, o desafio dos municípios é avançar nessa fase da campanha.

O Governo do Amazonas lançou nesta semana uma campanha publicitária na mídia para incentivar os grupos prioritários já contemplados com a segunda dose a completarem o esquema de vacinação conforme o calendário de cada município.

A campanha chama atenção sobre a importância da segunda dose para garantir a imunização e evitar a infecção pelo vírus, a internação e o óbito.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui