Neto do ex-presidente Figueiredo é preso nos EUA por esquema de corrupção

Foragido: Paulo Figueiredo Filho foi preso nos Estados Unido no âmbito da Operação Circus Maximus – foto: DCM

A prisão do neto do ex-presidente da República e general João Baptista Figueiredo, Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho aconteceu em 23 de julho, nos Estados Unidos.

Paulo Figueiredo foi denunciado por integrar um suposto esquema de corrupção no Banco de Brasília (BRB) envolvendo fundos de investimentos, com a atuação de agentes públicos, empresários e agentes financeiros autônomos.

Segundo as investigações, há fortes indícios da participação dele nos delitos contra o sistema financeiro, desde o início do empreendimento LSH, o antigo Trump Hotel, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal aguardavam a detenção de Paulo Figueiredo, uma vez que o mandado de prisão dele era o único que ainda não havia sido cumprido dos 14 que foram expedidos no início de 2019, na Operação Circus Maximus.

O TRF e o MP já aguardavam a prisão Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho que aconteceu em 23 – foto: divulgação

Deportação

O juiz titular da 10ª Vara Federal Criminal, Vallisney de Souza Oliveira, determinou, nesta sexta-feira (02/08/2019), que a Secretaria do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) faça o acompanhamento da possível deportação ou extradição do suspeito.

Embora não se envolvesse nas negociações, conforme a apuração, cabia-lhe autorizar os pagamentos de propina, na qualidade de diretor-presidente do LSH Barra RJ, e a quitação de notas fiscais fraudulentas para emissão de dinheiro.

O Metrópoles não conseguiu contato com a defesa de Paulo Figueiredo. O espaço continua aberto para manifestações.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui