O “13 de Lula e do PT” dispara no som do comício de Bolsonaro, no Paraná

o 13 de Lula e do PT, ecoou no comício de Bolsonaro - foto: recorte/montagem

Uma falha de som durante o comício do candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL), nesta sexta-feira (16), no Paraná, anunciou o “número 13, do PT“, para falar o horário local (13h46) só depois.

O ocorrido gerou vaias e gargalhadas por parte de funcionários da prefeitura “liberados” para ir ao comício. Os aficionados apoiadores do presidente, aos gritos delirantes disseram “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”, mas não adiantou. Indiretamente, Lula esteve presente no comício, deixando o Bolsonaro irritado com o episódio.

Bolsonaro foi a Prudentópolis, cidade do sudeste do Paraná, com apenas 50 mil habitantes.

O prefeito da cidade, Osnei Stadler (DEM), assinou um decreto “liberando os funcionários públicos” para o evento do presidente.

Bolsonaro fez o discurso focado nos eleitores católicos e, como de costume, disse “reza o Pai Nosso” todos os dias e que torce para o Brasil não sentir as dores do comunismo.

O comício foi realizado em frente à Igreja Ucraniana da cidade, a qual recebeu grande parte dos refugiados da guerra da Ucrânia com a Rússia.

Após o evento, Jair Bolsonaro se reuniu com autoridades e descendentes ucranianos para um almoço. Depois, ele foi para Ponta Grossa e segue para Londrina, onde participará de mais uma motociata e fará discurso no parque de exposições Ney Braga.

DCM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui