O curta ‘Tão longe é aqui’, estará em cena na Sexta da Sociedade

Documentário ‘Tão longe é aqui’/Foto: Divulgação

As semelhanças e as diferenças entre mulheres das culturas brasileira e africana a partir das impressões de uma mulher viajando sozinha pelo continente africano estarão em cena na Sexta da Sociedade, 4, às 22h15. Estreia no Curta! o documentário “Tão longe é aqui”, da diretora Eliza Capai. Produzido a partir da experiência de Eliza quando atuava como jornalista e estava prestes a completar 30 anos, o filme propõe uma reflexão sobre o que é ser mulher hoje. Realizado com ajuda parcial de financiamento coletivo e gravado durante viagem de sete meses de Eliza pelo Marrocos, Cabo Verde, Mali, Etiópia e pela África do Sul, o longa-metragem “Tão longe é aqui” foi aclamado pelo público e pela crítica. O documentário recebeu o Prêmio Especial do Júri no Festival Internacional de Cinema Feminino FEMINA e ganhou o prêmio de Melhor Filme da Mostra Novos Rumos no Festival do Rio, ambos em 2013.

Documentário ‘Tão longe é aqui’/Foto: Divulgação

Na Quarta de Cinema, 2, às 23h30, Matheus Nachtergaele apresenta o desafio do diretor Carlos Reichenbach em produzir o filme “Alma Corsária” (1993), realizado logo após o fim do Ministério da Cultura nos primeiros anos do governo Collor. Montadora do longa-metragem e amiga de Reichenbach, que faleceu em 2012, Cristina Amaral relembra a motivação, a inspiração e os desafios do diretor. “Eu nem sei dizer como esse filme foi feito. Todas as estruturas de produção de cinema tinham sido desfeitas no Brasil. Mas, ainda assim, o filme foi feito com muito afeto, com muita vontade. E foi respeitado pela crítica, inclusive por quem não gostou do filme”, conta Cristina. Já o crítico de cinema, Inácio Araújo comenta a inspiração de Reichenbach ao produzir um filme sobre amizade durante um dos períodos mais conturbados para o cinema nacional. A cena investigada é a cena do piano na pastelaria, na qual o estranho e sublime, o popular e erudito se encontram.

Também na Quarta de Cinema, dia 2, só que mais cedo, às 20h, a faixa “A Vida é Curta” homenageia o cineasta Leonardo Mouramateus. Para começar, “História de uma Pena”, curta-metragem vencedor do “Prêmio Aquisição na Semana dos Realizadores 2016” que expõe o choque entre cinco alunos e um professor forasteiro em uma aula que nunca se inicia por completo: um bombardeio de questionamentos e algumas proposições. Na sequência, é a vez de “A Festa e os Cães”. No curta, vencedor do “Prêmio Aquisição Janela 2015”, Mouramateus mostra a história de cães que foram chegando e dominando o território nas ruas de um subúrbio de Fortaleza. Esta matilha se junta em bando, à noite, como que recuperando seu estado selvagem e recusando sua tradicional submissão ao homem.

Ainda na Quarta de Cinema, às 21h, importantes personagens que compõem o universo cinematográfico nacional entram em cena no canal. Estreia a série “A Linguagem do Cinema”, produção que a cada episódio investigará o processo criativo de realizadores e técnicos do cinema brasileiro. Idealizada e dirigida pelo cineasta baiano Geraldo Sarno, “A Linguagem do Cinema” traz em seu primeiro episódio a diretora Ana Carolina, que fala sobre sua relação intrínseca com a expressão audiovisual.

Também na Sexta da Sociedade, só que às 23h30, a série exclusiva do Curta! “Retornados” continua a investigar os elos entre Brasil e África. No episódio “A Saga dos Chachás’, os diretores Maria Pereira e Simplício Neto apresentam a trajetória do ‘retornado’ Francisco Felix de Souza, considerado o maior traficante de escravos da História, e aborda a influência política e econômica da família De Souza no Benim. Produção da Praga Conexões e da Jurubeba com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, “Retornados” aborda, ao longo de oito episódios, o movimento histórico e cultural que surgiu a partir do retorno de escravos que foram libertados no Brasil do século XIX e voltaram para seus países de origem, na África.

O último episódio da série exclusiva “Designers do Brasil” será exibido na Terça das Artes, 1º de agosto, às 23h30m. No programa dirigido por Adélia Borges e DJ Dolores, o trabalho e a trajetória de Guto Requena, artista que utiliza em sua produção a revolucionária impressão tridimensional, que altera a nossa relação com os objetos, desde a sua fabricação até o seu consumo. “Designers do Brasil” é uma série produzida pela Loma Filmes em parceria com a Pacto Audiovisual, financiada pelo Fundo Setorial do Audiovisual.

SEGUNDA DA MÚSICA

Coração vagabundo (Documentário)
O documentário “Coração Vagabundo” levará o espectador a uma viagem com Caetano Veloso, durante a turnê de lançamento de seu primeiro álbum totalmente gravado em inglês, por São Paulo, Nova York e Japão, mostrando um pouco da intimidade de um dos maiores ídolos da música brasileira.

TERÇA DAS ARTES

Bernardes (Documentário)
Com narrativa não linear, o filme aborda de forma contundente e clara a polêmica vida profissional e familiar do arquiteto, urbanista, designer, escritor, poeta e inventor, Sergio Bernardes. Um homem de personalidade afiada e corajosamente inventiva, questionadora e extremamente bem-humorada.

Sobre o Curta!
Dedicado às artes, cultura e humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores independentes. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, os principais segmentos temáticos da programação são música, dança, teatro, artes visuais, meta-cinema, filosofia, literatura, história-política e sociedade.
O Curta! pode ser visto nos canais 56 da NET, 56 na Claro TV, 76 na Oi TV e como opcional à la carte na Vivo e GVT nos canais 664 (fibra), 132 (DTH – antiga GVT) e 552 (DTH – Vivo)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui