“O Veneno está na mesa” 2 – Documentário de Silvio Tendler


veneno

Preocupados com os prejuízos causados pelos agrotóxicos na saúde do povo do Amazonas e no meio ambiente, a Rede de Maniva Agroecologia (REMA) e o Sindicato dos trabalhadores da Pesquisa Agropecuária (Sinpaf-AM) em conjunto com parceiros dos movimentos sociais e instituições públicas de ensino, pesquisa e extensão realizarão no Amazonas o II Seminário “Contra os Agrotóxicos e pela Vida” quando ocorreu o lançamento do documentário o “Veneno está na Mesa” 2. O Seminário faz parte das ações da “Campanha Permanente Contra os agrotóxicos e pela Vida” e ocorreu no dia 26, no Auditório Senador João Bosco, na Assembléia Legislativa.

A Campanha Nacional se articula com a formação de comitês locais e o comitê do Amazonas foi lançado em 16/09/2011 e é constituido por quaisquer cidadões ou instituições interessados nas causas da soberania alimentar e da agroecologia.

A Campanha “Contra os Agrotóxicos e pela vida” aglutina instituições, cidadãos e movimentos sociais com o objetivo de alertar a sociedade para os malefícios causados pelo uso de agrotóxicos em atividades agropecuárias na saúde e no meio ambiente e ao mesmo tempo construir iniciativas jurídicas, científicas, técnicas e sociais que constituam barreiras e alternativas contra o uso de agrotóxicos e para promover a alimentação saudável e adequada.

A campanha também pretende divulgar as diversas iniciativas já existentes de sistemas de produção de alimentos saudáveis e experiências da agricultura familiar que proporcionem ao povo brasileiro soberania alimentar em contraposição ao modelo agrícola dominante que não respeita a saúde humana, o meio ambiente e as culturas locais.

No Amazonas, a Associação de Produtores Orgânicos do Amazonas (APOAM) e a Rede Maniva de Agroecologia (REMA) estão construindo coletivamente os conhecimentos agroecológicos e a organização que possibilitam a realização de experiências agroecológicas e auxiliam na superação das carências estruturais da região.  A APOAM com o apoio da REMA organiza semanalmente a Feira de Produtos Orgânicos, que ocorre todos os sábados no Ministério da Agricultura, e que infelizmente ainda é a única de Manaus, o que caracteriza a carência de investimento público para o desenvolvimento da agroecologia e da produção orgânica.
A alimentação saudável e adequada é direito constitucional do povo brasileiro desde 2010. No entanto, a população brasileira está longe da seguridade alimentar porque quando consegue ultrapassar os limites da fome, consume alimentos de má qualidade nutricional, industrializados por processos empobrecedores de nutrientes e incorporadores de aditivos químicos maléficos à saúde, e cultivados em sistemas agrícolas predatórios e dependentes de insumos químicos e de agrotóxicos.
Segundo dados da Associação das Indústrias de Agrotóxicos, o Brasil foi pelo terceiro ano consecutivo o país que mais utilizou agrotóxico no mundo, representando, segundo a Fiocruz, que cada brasileiro venha consumindo em média 5,2 kg de veneno por ano.

Programação
II Seminário “Contra os Agrotóxicos e pela Vida”
Cada brasileiro consome em média 5,2 kg de agrotóxico por ano!
Até quando vamos engolir tanto veneno?

Data: 26/06/2014 (quinta-feira)
Horário: 8 h ás 12 h
Local: Auditório Senador João Bosco, Assembleia Legislativa, Av. Humberto Calderaro (antiga Av. Recife), Manaus, Amazonas.
Objetivo do Seminário: Discutir a execução das políticas públicas relacionadas a soberania alimentar e ao fortalecimento da agroecologia em contraposição aos sistemas produtivos baseados no uso de agrotóxicos.
Realização: Rede Maniva de Agroecologia (REMA); Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Pesquisa Agropecuária (Sinpaf-AM); Núcleo de Agroecologia/UEA; Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida; Fundação Oswaldo Cruz;.
Programação
8 h – Cadastramento no evento e no Comitê Local da “Campanha Contra os agrotóxicos e pela vida”

08 h 30’ – Abertura: Os porquês da “Campanha Contra os Agrotóxicos e pela vida”
Rede Maniva de Agroecologia (REMA); Fundação Oswaldo Cruz; Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Pesquisa Agropecuária (Sinpaf-/am);
09 h  – Filme “O Veneno está na Mesa” 2 – O documentário do aclamado diretor Silvio Tendler, além de denunciar os malefícios dos agrotóxicos, apresenta experiências agroecológicas da agricultura familiar para a produção de alimentos saudáveis. Promoção do documentário-  Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida”; Patrocínio do documentário –  Fundação Oswaldo Cruz.

10 h 10’ – Mesa Redonda com debate e sistematização de propostas:
Execução das políticas públicas relacionadas à soberania alimentar e ao fortalecimento da agroecologia
– Frente Parlamentar para apoio da Agroecologia e da Produção Orgânica: Deputado Federal Francisco Praciano e Deputado Federal Carlos Souza.
– Comissão de Meio Ambientee Desenvolvimento Regional Sustentável (Caama) da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) – Deputado Estadual Luiz Castro
– Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas (SEPROR)
– Secretaria Municipal de Abastecimento e Produção (SEMPAB)
– ADAF – Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas
– Associação Brasileira de Agroecologia (ABA)
– Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional
Moderação – Rede Maniva de Agroecologia (REMA) e Campanha Contra os Agrotóxicos e pela Vida

11 h 30’ – Sistematização das propostas para o fortalecimento da soberania alimentar e da agroecologia no Amazonas e construção coletiva da agenda.

12 h – Merenda com produtos orgânicos e agroecológicos

12 h 10’– Entrega dos certificados

12 h 30’ – saída dos ônibus com os agricultores para as comunidades do Tarumã Mirim e do Puraquequara

Contatos para informações

– Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida e Rede Maniva de Agroecologia (REMA):
[email protected]
– Acácia Neves (INCRA)- 9185 8333, [email protected]
– Elisa Wandelli (Embrapa)- 9114-2012, [email protected]
– KatellUguen(UEA)- 9136 9049, [email protected]
– Mariana Semeghini (IPE)- 8156 7336, [email protected]
– Simone Alves (SINPAF)- 9314 3529, [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui