Polícia prende mulher que ‘bateu panela’ contra Bolsonaro (vídeo)

Mulher é presa após protestar contra Bolsonaro - foto: reprodução

A prisão ocorre no mesmo dia em que Jair confessa que prevaricou e é divulgada ameaça do advogado dele contra uma jornalista que denunciou a rachadinha da família. “Mais um dia normal no Evangelistão”, escreveu Marcelo Adnet.

Uma mulher foi presa na tarde deste sábado (10) protestando contra Jair Bolsonaro em Porto Alegre. Testemunhas afirmam que ela foi detida por policiais da Brigada Militar após bater panela contra a ‘motociata’ que contava com a participação do presidente.

Se essa cidadã foi presa por simplesmente bater panela contra os fascistas, coloco o nosso mandato à disposição, com apoio jurídico e exigiremos punição dos responsáveis pela prisão arbitrária. Exigimos maiores detalhes”, disse o vereador de Porto Alegre e policial civil Leonel Radde (PT).

O chefe da Comunicação Social da Polícia Militar no Rio Grande do Sul, tenente-coronel Cilon Freitas da Silva, confirmou ao Sul21 que a polícia efetuou a prisão, mas negou que ela tenha sido presa por protestar. “Obviamente que não foi por isso. Se a gente fosse prender todo mundo que bateu panela, tinha que ser uma fila de presos. Não é por isso, ela teve um comportamento desviante e infringiu artigos do Código Penal”, afirmou.

Segundo ele, as informações sobre os motivos da detenção serão comunicadas pela Secretaria de Segurança Pública.

No encontro, Bolsonaro não usou máscara contra a covid-19 e voltou a atacar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso.

Rede Brasil Atual

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui