Ponta Negra segue interditada em prevenção à Covid-19

Foto: Ingrid Anne/Semcom

A interdição do complexo turístico da Ponta Negra foi prorrogada pelo prefeito de Manaus, David Almeida. A medida é em combate à pandemia do novo coronavírus, e a situação de emergência que se encontra a cidade de Manaus.

Além disso, foi prorrogada a suspensão temporária da concessão de licenças e autorizações para eventos no município. A suspensão da concessão de licenças e autorizações municipais para a realização de eventos no município também foi prorrogada até o dia 28 de fevereiro, pelo Decreto nº 5.020. A medida revoga, ainda, as licenças e autorizações de eventos, já emitidas pelos órgãos e entidades da Administração Pública Municipal.

Além do fechamento da praia, a Prefeitura de Manaus mantém, desde o dia 7 de janeiro, a iluminação pública reduzida na área do complexo turístico Ponta Negra. O objetivo é diminuir o número de pessoas que circulam no local, especialmente no calçadão superior, e que geram aglomerações e maiores chances de propagação do novo coronavírus.

O prefeito David Almeida, desde o primeiro dia de seu mandato, tem se mostrado preocupado com a situação que a capital se encontrava, por isso já havia declarado como “anormal”, sancionando o decreto emergencial que constituiu o grupo gestor da Sala de Situação de Vigilância em Saúde, para enfrentamento da situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui