Preso chefão da FDN que “vendia” votos de invasões para eleger vereadores

Foto: Divulgação

O narcotraficante Reginaldo Garcia Soriano, 50, o “Baiaco” foi preso durante operação realizada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e Polícia Civil nesta quinta-feira (23), em Manaus.

“Baiaco” é acusado dentre outras coisas de ser o principal gerente financeiro da facção criminosa “Família do Norte” (FDN) e de ser o chefão e líder de pelo menos 10 invasões em Manaus.

É por dominar a “ferro e fogo” as invasões, principalmente na Zona Norte de Manaus, é que “Baiaco” passou a ser investigador por fazer acordos com políticos como oferecer, por exemplo, votos dos moradores das invasões para garantir a eleição de vereadores nas eleições deste ano em Manaus.

Foto: Divulgação

Por estar sendo monitorado há mais de um ano pelo sistema de segurança, “Baiaco” chegou a ser fotografado participando de reuniões na invasão Monte Horebe.

O assunto nessas reuniões era a promessa ou a “venda de votos” que garantiriam a eleição de um ou mais vereador. “Baiaco” dizia garantir pelo menos 10 mil votos aos interessados só de eleitores das invasões.

Um dos últimos crimes atribuídos a “Baiaco” é de mandar matar o líder o comunitário Rigoney José de Miranda Silva, 39 anos, que conseguiu sobreviver.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui