Amazonas Cidades Educação

Programa ‘O Primeiro Emprego a gente nunca esquece’

Foto: Francisco Castro / IEL
Avatar
Escrito por Redação II

Para beneficiar 345 alunos finalistas do 9º ano do ensino fundamental da escola municipal Antônia Pereira, no bairro Santa Etelvina, na zona Norte, a Prefeitura de Manaus apresentou nesta sexta-feira, 7/6, o programa “O Primeiro emprego a gente nunca esquece”. O objetivo é orientar os jovens para que eles consigam vagas para o programa Jovem Aprendiz e estágio quando concluírem a série, por meio da parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), que faz parte do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam).

Os estudantes vão passar por uma capacitação, que deve começar após as férias, uma ou duas vezes por mês aos sábados e vai até o final do ano. Eles vão aprender sobre empreendedorismo, comportamento profissional, trabalho em equipe, autorresponsabilidade, plano de estudo, entre outros assuntos com aulas na própria escola.

A ação faz parte do Departamento de Gestão Educacional (DEGE) da Semed, com apoio do Núcleo de Parcerias Institucionais (Nupi). O assessor pedagógico do Nupi, Ricardo Simões, disse que por meio dessas ações busca oportunizar aos alunos finalistas a chance de sair da escola e ter mais chances no mercado de trabalho.

“Nós procuramos desenvolver a proatividade, buscando os parceiros que somam, agregam e podem trazer valores importantes para a Semed. Nós realizamos essa atividade para a sensibilização e o despertar da consciência do nosso aluno para a capacitação que será realizada com essa parceria”, completou.

A superintendente regional do IEL, Andrea Campos Guerra de Araújo, disse que a meta principal é orientar os jovens e prepará-los para as vagas quando forem encaminhados às empresas, para que possam ser contratados. “É importante que esses jovens atendam as empresas e que tenham uma oportunidade melhor no futuro”, afirmou.

Foto: Francisco Castro / IEL

Oportunidade

A diretora da escola, Cristiane Marques Rodrigues, ressaltou a chance dos alunos finalistas do 9º ano, quando forem à procura de um emprego, de terem o conhecimento de como agir, mas principalmente de terem um bom desempenho quando forem admitidos.

“Esses alunos vão participar por uma capacitação e, em seguida, o próprio IEL vai fazer uma seletiva para que eles sejam inseridos dentro do primeiro emprego. É importante que eles cheguem qualificados dentro da empresa, porque muitos jovens não conseguem ter essa oportunidade”, comentou.

Com o sonho de trabalhar na área de comunicação social, a aluna do 9º ano, Evellin Braga Pantoja, 14, define a chance como única para entrar no mercado de trabalho, pois pretende aproveitar para realizar seu objetivo no futuro.

“Esse projeto vai ser muito bom para todos os alunos que desejam ter logo seu primeiro emprego para ajudar suas famílias e ter um futuro melhor. Penso muito no meu futuro, porque quero seguir a carreira de jornalismo, pois acho interessante trabalhar com a informação e a comunicação”, contou.

Foto: Francisco Castro / IEL

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.