Técnico Zé Roberto deixa seleção após Olimpíadas 2020

Zé Roberto Guimarães está na seleção feminina desde 2003-Foto: Kimimasa Mayama/EFE/R7

O técnico Zé Roberto Guimarães, de 65 anos, confirmou na manhã desta terça-feira (6), que os Jogos Pan-Americanos de Lima serão os últimos da carreira do treinador no comando da seleção feminina de vôlei. Com isso, as Olimpíadas de Tóquio 2020 marcarão o fim de um trabalho de mais de 16 anos no comando do Brasil.

“É muito difícil porque eu amo estar aqui. Eu adoro vestir a camisa da seleção brasileira. Não meço esforços para isso. Era o meu sonho de criança e adolescente representar o meu país e jogar entre os melhores do mundo. Conseguir isso é muito bom”, contou Zé Roberto.

O treinador assumiu o time feminino em 2003 e conquistou dois ouros olímpicos, em Pequim 2008 e Londres 2012. Nesse período foi campeão do Pan em Guadalajara 2011.

“Eu vou sofrer muito quando eu deixar essa vida de técnico, deixar de vestir a camisa da seleção, deixar de desfilar ao lado da bandeira do Brasil. Mas tudo tem um começo, um meio e um fim. A minha trajetória está chegando ao final e quero aproveitar da melhor forma possível”, afirmou o treinador.

O treinador sugeriu à CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) Paulo Cocco para substituí-lo. “Ele conhece muito de vôlei, conhece o trabalho. Na minha opinião é a pessoa mais indicada para assumir. A Confederação vai decidir”, disse Zé Roberto.

Ele é o único treinador na história do vôlei mundial que conquistou medalha de ouro nas Olimpíadas tanto com time masculino, quanto feminino. Ele comandou Tande, Giovani, Marcelo Negrão e companhia na conquista inédita em Barcelona 1992.

A competição de vôlei feminino aqui em Lima começa na próxima quarta-feira (7), e o Brasil estreia contra Porto Rico, às 15h (horário de Brasília).

“Vamos fazer de tudo para terminar essa história do melhor jeito possível essa minha participação no Pan. Estamos com uma parte do time que conseguiu a vaga para olimpíada e outras meninas que estavam em Saquarema (centro de treinamento da CBV no Rio de Janeiro). Vamos com força” .

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui