Brasil

Temporal deixa seis mortos e provoca deslizamento de terra no RJ

Bombeiros trabalham em busca de desaparecido em ônibus — Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo
Escrito por Redação II

A tempestade que atingiu o Grande Rio na noite de ontem quarta-feira (6) deixou ao menos seis mortos. A forte chuva acompanhada de ventania causou apagões, derrubou árvores, alagou vias e fechou a Avenida Niemeyer, onde um trecho da ciclovia desabou.

As mortes foram registradas na Rocinha, no Vidigal, em Barra de Guaratiba e na Avenida Niemeyer, onde ônibus foram atingidos por deslizamento de terra e árvore. Dois corpos foram retirados de um dos veículos, soterrado por volta das 23h30 e depois foi jogado contra a mureta da via. Ele invadiu a ciclovia e quase caiu encosta abaixo.

Equipes da Defesa Civil, CET-Rio e dos Bombeiros retiraram, por volta das 15h desta quinta, o que restou do ônibus executivo da Viação Jabor, com trajeto do Centro para Campo Grande.

Carcaça de ônibus soterrado na Avenida Niemeyer é retirado pelos bombeiros — Foto: Matheus Rodrigues/G1

Duas retroescavadeiras foram usadas nos trabalhos. Para retirar o veículo do local, as equipes de resgate retiraram uma árvore que havia caído em cima do ônibus e esmagado toda a parte dianteira.

Às 17h desta quinta, os dois sentidos da Avenida Niemeyer ainda estavam interditados para a remoção de árvores, terras e galhos. Ainda não tem previsão de reabertura.

Houve quedas de barreira em vários pontos da Avenida Niemeyer – a ciclovia caiu perto de São Conrado, e o ônibus foi atingido quase no extremo oposto.

O prefeito Marcelo Crivella confirmou que a situação mais crítica é na Niemeyer. “Vai demorar mais de um dia inteiro para normalizar”, disse. Em nota, ele lamentou “com um profundo pesar as mortes ocorridas em decorrência do forte temporal que atingiu a cidade”.

Um morador do Vidigal relatou o resgate às vítimas. “Foi desesperador”, contou ele, que teve a casa destruída pela chuva. A Prefeitura afirma que a morte no Vidigal foi causada por um muro que desabou.

De helicóptero, bombeiros resgatam criança no alto do Vidigal — Foto: Reprodução/TV Globo

Às 10h45, uma menina foi resgatada com vida do alto do Vidigal. Ela foi levada de helicóptero e o estado de saúde dela não foi informado.

A comunidade do Vidigal fica na Zona Sul do Rio de Janeiro. A ciclovia Tim Maia fica na Avenida Niemeyer, que está entre o mar e o Morro do Vidigal. A Rocinha também fica na Zona Sul da cidade.

Fonte: G1

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.