Ainda podemos ter orgulho – Flávio Lauria

Flávio Lauria é Administrador de Empresas e Professor Universitário

Caros leitores, em que pese todas as nossas mazelas nacionais, como o negacionismo de nosso presidente em relação a pandemia, as bobagens e as mentiras que ele fala, o nosso Supremo Tribunal, se antecipando e legislando, a pobreza, a violência urbana, o tráfico de drogas, a desqualificação de alguns políticos, a insuportável carga tributária e, tantas outras, ainda temos bastantes motivos para comemorarmos o Brasil de hoje.

No âmbito cientifico, somos exemplo para o mundo no combate à Aids. Somos o único país do hemisfério sul que participa do Projeto Genoma. Tivemos agora em Manaus, com o projeto Ressignificando vivências de uma educação integral em tempos de pandemia” a escola municipal Sergio Alfredo Pessoa Figueiredo, que ficou em primeiro lugar no Prêmio Gestão Escolar (PGE) 2020, e conquistou o título de escola de Referência Estadual”. Em julho deste ano, a professora Lucia Cristina Cortez de Barros Santos da Escola Municipal Professor Waldir Garcia, foi uma das vencedoras do prêmio Educador Nota 10, isso tudo em Manaus.

Poucos sabem, mas a Paraíba alcançou o primeiro lugar no ranking de oferta dos serviços digitais no Grupo de Transformação Digital dos Estados, uma rede nacional que reúne especialistas em transformação digital dos governos estaduais e distrital em todo o País.

No desenvolvimento industrial, possuímos um razoável número de fábricas de veículos, inclusive carros com a técnica do biocombustível e agora com os carros elétricos Das empresas brasileiras quase de 8.000 delas são detentoras de certificado de qualidade.

Flávio Lauria é Administrador de Empresas e Professor Universitário

Nossas exportações, industriais e agrícolas, estão atingindo recordes memoráveis. Apesar de sermos um país em desenvolvimento, os nossos internautas representam uma fatia de 45% do mercado latino americano. O nosso país é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.

No campo político, apesar das rachadinhas da vida e, dos mafiosos das malas, também temos muito que justificar a nossa alegria, pois somos a terceira maior democracia do mundo. Já assistimos o Congresso Nacional punir seus próprios membros com a cassação de Senadores e Deputados e ainda, a destituição de um presidente da República.

No campo cultural, podemos nos orgulhar que o nosso mercado editorial de livros é maior do que o da Itália. Nossos artistas plásticos têm suas obras muito bem cotadas no mercado mundial das artes.

A arquitetura nacional é igualmente reconhecida como a união perfeita entre a técnica e a beleza. Cerca de 97% das crianças e adolescentes com idade entre sete e quatorze anos, excetuando esse ano da pandemia, estão nas escolas. As agencias de publicidade brasileiras, ganham os melhores prêmios internacionais. Apesar das repetidas greves, possuímos o mais moderno sistema bancário do Planeta. O nosso sistema eleitoral se encontra informatizado em todo o território nacional, sendo exemplo para outros países.

Nessa ultima eleição municipal, a apuração dos votos foi concluída, com toda a segurança, em menos de 12 horas. Por isso, várias nações, inclusive os Estados Unidos, enviaram técnicos especializados para a verificação desse modelo. A par disso tudo, somos um povo alegre, solidário e que, enfrenta os dissabores da vida, sambando e jogando futebol.

Portanto, necessitamos modificar os nossos conceitos, aumentar o nosso sentimento cívico e, deixar o vício de falar mal do nosso país, pois, apesar de tudo, temos muito do que nos orgulhar! Para o inferno os ladrões da nação, do patrimônio alheio, das ideias, da cidadania, dos sonhos alimentados pelos esquecidos da sociedade, da vontade do povo bom. Ainda temos o que comemorar. E isso sem falar no Rio de Janeiro, modéstia a parte, a cidade mais linda do mundo.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui