Amazonastur assina contrato para execução dos projetos do Museu dos Bois de Parintins

Foto: Divulgação/Amazonastur

A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) assinou, na quinta-feira (05/08), o contrato para início da execução dos projetos básico e executivo para a construção do Museu dos Bois-Bumbás de Parintins, no município a 369 quilômetros de Manaus.

Os projetos serão elaborados pela Agência E, vencedora da licitação, e constituem a fase anterior ao início da obra, na qual é desenvolvido todo o projeto arquitetônico do empreendimento, que vai abranger aproximadamente 2 mil metros quadrados.

A implantação do museu visa promover a preservação, a pesquisa e a comunicação do patrimônio cultural material e imaterial e da memória dos Bois-Bumbás Garantido e Caprichoso, além do Festival Folclórico de Parintins, ressaltando a importância na formação da identidade cultural brasileira. O contrato com a empresa ocorreu por meio de processo licitatório.

O presidente da Amazonastur, Sérgio Litaiff Filho, ressaltou que a assinatura do contrato representa a pedra fundamental do empreendimento e trará um novo produto turístico para a cidade, contando a história do Bois Garantido e Caprichoso e muitas novidades, que poderão ser usufruídas não só pelos turistas, mas principalmente pelo povo da cidade de Parintins.

Foto: Divulgação/Amazonastur

De acordo com o engenheiro civil da Agência E, Alexandre Claro, as músicas do festival tiveram uma grande influência para a formatação da ideia dos projetos, além de pesquisas em museus e também em Parintins.

O espaço contempla, entre outros setores, áreas de exposições permanentes e temporárias; uma área destinada aos visitantes, com praça de alimentação; e lojas dos Bois Caprichoso e Garantido. O museu terá capacidade de receber um público rotativo de aproximadamente 150 pessoas.

Visita técnica

Nesta sexta-feira (06/08), a equipe técnica da Amazonastur e da Agência E realizaram visita técnica no município de Parintins para levantamento de informações cadastrais. De acordo com Litaiff, o momento é o pontapé inicial para a elaboração do anteprojeto.

Foto: Divulgação/Amazonastur

História

Criado por um grupo de amigos ligados à Juventude Alegra Católica (JAC) com o objetivo de arrecadar fundos para a construção da Catedral Nossa Senhora do Carmo, padroeira de Parintins, o Festival Folclórico de Parintins teve sua primeira edição em 1965.

O evento contribui com a economia local movimentando o terceiro setor com serviços, turismo e comércio em geral, principalmente nos três meses que antecedem o festival.

O Festival Folclórico de Parintins é o maior evento folclórico a céu aberto do mundo e atrai milhares de turistas para prestigiarem os bumbás no último final de semana do mês de junho. Em 2019, o Festival foi reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Os bois-bumbás de Parintins Caprichoso e Garantido também são Patrimônio Cultural do Amazonas, título conferido no ano de 2013.

Em 2019, o evento movimentou mais de R$ 50 milhões no município na cadeia de produtos e serviços, além de ter atraído 66 mil turistas, um crescimento de 10,53% em relação ao ano de 2018. O Museu será construído na Praça da Liberdade, no Centro da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui