Arábia Saudita anuncia 8 vagas de carrasco


A Arábia Saudita anunciou que está contratando para oito vagas de carrascos. O país está recrutando pessoal extra para levar a cabo um número crescente de penas de morte, geralmente feito por decapitação pública, de acordo com informações do jornal The Guardian.

Não há qualificações especiais necessários para os trabalhos, cujo papel principal é “a execução de um julgamento de morte”. O cargo também prevê a execução de amputações sobre os condenados por delitos menores.

O reino islâmico é um dos principais países do mundo quanto à pena de morte, segundo grupos de direitos humanos. A Arábia Saudita ficou em terceiro lugar em 2014, depois da China e do Irã, e à frente do Iraque e dos Estados Unidos, de acordo com dados da Anistia Internacional.

No domingo, um homem foi a 85ª pessoa decapitada no país neste ano. A execução foi registrada pelo funcionário da Agência Saudi Press. No ano passado, 88 pessoas foram sentenciadas à morte na Arábia Saudita, segundo a organização internacional Human Rights Watch, que defende os direitos humanos. A Anistia Internacional diz que pelo menos 90 execuções foram realizadas em 2014.

Autoridades sauditas não sabem dizer o motivo de o número de execuções ter aumentado rapidamente, mas diplomatas especulam que pode ser porque mais juízes foram nomeados, o que permitiu o julgamento de mais casos.

 

Fonte: TERRA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui